Tamanho do texto

Maria Ester Bueno, Bebeto de Freitas, Fábio Koff e Vichai foram algumas das personalidades do mundo do esporte homenageadas pelo IG Esporte

A série especial de retrospectivas do IG Esporte está chegando ao fim. Depois dos destaques, decepções, polêmicas, memes e notícias mais lidas é a hora de relembrar os esportistas que nos deixaram nesse ano de 2018.

Leia também:  Relembre os principais memes do esporte que viralizaram no ano de 2018

No especial dessa quinta-feira tem resumos sobre as mortes trágicas de esportistas como a dos jogadores Daniel e Davide Astori e do presidente do Leicester, Vichai Srivaddhanaprabha e perdas de grandes nomes do esporte brasileiro como Maria Ester Bueno e Bebeto de Freitas. Veja mais.

Liam Miller

Liam Miller abre o especial de perdas em 2018. O ex-jogador irlandês faleceu em fevereiro vítima de câncer
Getty Images
Liam Miller abre o especial de perdas em 2018. O ex-jogador irlandês faleceu em fevereiro vítima de câncer

Liam William Peter Miller, jogador profissional irlandês, faleceu em fevereiro vítima de um câncer de pâncreas. O atleta de 36 anos ficou conhecido por suas passagens pelo Celtic e Manchester United.

Miller também chegou a defender o Leeds United, o Sunderland e o Queens Park Rangers. Pela seleção da Irlanda, o jogador disputou 20 jogos e marcou apenas um gol.

Davide Astori

Davide Astori, da Fiorentina, morreu aos 31 anos de idade vítima de problemas no coração
Fiorentina/divulgação
Davide Astori, da Fiorentina, morreu aos 31 anos de idade vítima de problemas no coração

No dia 04 de março o zagueiro e capitão da Fiorentina, Davide Astori, foi encontrado morto no hotel em que a equipe estava concentrada. Segundo informações a autópsia revelou que Astori sofreu redução dos batimentos cardíacos e faleceu por causas naturais.

Astori tinha 31 anos e iniciou a carreira no futebol em 2006, pelo Milan. Também defendeu a Roma, o Pizzighettne, Cremonese e o Cagliari. O zagueiro atuou na seleção italiana por 14 vezes e disputou a Copa das Confederações de 2013 no Brasil.

No início de dezembro, o Ministério Público de Florença indiciou dois médicos por homicídio negligente no caso de Davide Astore.

Bebeto de Freitas

Bebeto de Freitas faleceu no início do ano e é uma das grandes perdas do especial de fim de ano
Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro
Bebeto de Freitas faleceu no início do ano e é uma das grandes perdas do especial de fim de ano

No início do ano um dos grandes nomes do esporte brasileiro nos deixou . Paulo Roberto de Freitas, mais conhecido como Bebeto de Freitas, foi jogador e treinador de vôlei, trabalhou como presidente do Botafogo, diretor de administração do Atlético-MG e foi secretário municipal de esporte e lazer em Belo Horizonte.

Bebeto sofreu uma parada cardíaca durante a apresentação do time de futebol americano do Atlético-MG no mês de março. O dirigente teve rápido atendimento médico, mas não resistiu e faleceu aos 68 anos.

Bebeto iniciou sua carreira no esporte no vôlei do Botafogo. Durante sua trajetória como jogador conquistou 11 títulos estaduais consecutivos e disputou os Jogos Olímpicos de 1976. Como técnico da seleção brasileira, ficou com a medalha de prata dos Jogos Olímpicos de 1984, em Los Angeles.

Henri Michel

Henri Michel (a esquerda) foi campeão olímpico com a seleção francesa
Reprodução
Henri Michel (a esquerda) foi campeão olímpico com a seleção francesa

O câncer foi o grande vilão dos esportistas em 2018. No mês de abril o francês Henri Michel faleceu por conta da doença. Ele foi treinador da França entre os anos de 1984 e 1990 e levou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 1984, em Los Angeles, vencendo justamente a seleção brasileira.

E não foi a única fez que Henri Michel cruzou o caminho dos brasileiros. Na Copa do Mundo de 1986, disputada no México, a França venceu o Brasil nos pênaltis nas quartas de final da competição. Os comandados de Henri ficaram com o terceiro lugar no Mundial após vencerem a Bélgica.

Antes de fazer história comandando a seleção francesa, Michel foi jogador da seleção entre os anos de 1967 e 1980. Também vestiu a camisa do Nantes por dezesseis anos e é considerado um dos maiores ídolos da equipe.

Fábio Koff

Fábio Koff, ex-presidente do Grêmio, é um destaque da lista especial do IG Esporte
Reprodução
Fábio Koff, ex-presidente do Grêmio, é um destaque da lista especial do IG Esporte

No dia 10 de maio o Grêmio perdeu o lendário Fábio André Koff. Responsável por eras de ouro na equipe, o ex-presidente não resistiu a um quadro de infecção generalizada e faleceu no Hospital Moinhos de Vento.

Formado em direito, Fábio Koff chegou ao Grêmio no ano de 1975. Seis anos depois foi eleito pela primeira vez presidente do clube. Presidiu a equipe nas conquistas da Copa Libertadores e do Mundial de 1983.

Em seu segundo mandato foi responsável por construir o time que venceria a Copa do Brasil de 1994, a Libertadores de 1995 e Recopa Sul-Americana e Campeonato Brasileiro de 1996.

Maria Esther Bueno

Maria Esther Bueno, ex-tenista, faleceu no mês de junho de 2018
Reprodução
Maria Esther Bueno, ex-tenista, faleceu no mês de junho de 2018

Conhecida como a “bailarina do tênis”, Maria Esther Bueno faleceu em junho desse ano, aos 76 anos , vítima de um câncer na boca. Natural de São Paulo ela foi líder do ranking mundial de tênis por quatro temporadas (1959, 1960, 1964 e 1966), além de vencer 19 títulos de Grand Slam na carreira.

Só de Wimbledon, tradicional torneio inglês, ela tinha sete troféus. Ao conquistar o torneio pela primeira vez em 1959, a tenista foi recebida pelo então presidente Juscelino Kubitschek e presenteada com a medalha de Mérito Desportivo da presidência da República.

Com um ouro, duas pratas e um bronze em Jogos Pan-Americanos, Maria está no Hall da Fama do Tênis desde 1978 e no Guiness Book desde 1964 por vencer a final do US Open em 19 minutos. Até hoje é a partida decisiva mais rápida da história.

Beto Campos

Beto Campos, treinador campeão do gauchão de 2017 com o Novo Hamburgo
Reprodução
Beto Campos, treinador campeão do gauchão de 2017 com o Novo Hamburgo

Gilberto Cirilo de Campos, mais conhecido como Beto Campos, foi campeão com o Novo Hamburgo no Campeonato Gaúcho em 2017. Natural de São Borja, no Rio Grande do Sul, o treinador faleceu em julho após ter um infarto enquanto dormia em sua casa.

Beto tinha 54 anos e iniciou sua carreira como técnico em 2002. Além do título com o Novo Hamburgo, em 2011 ele tinha sido campeão da Divisão de Acesso, segunda divisão do Campeonato Gaúcho, com o Avenida. Em 2017 Beto também treinou o Náutico e o Criciúma.

Claudiomiro

Claudiomiro fez o primeiro gol do estádio do Internacional e tem seis títulos pelo clube
Reprodução
Claudiomiro fez o primeiro gol do estádio do Internacional e tem seis títulos pelo clube

Claudiomiro Estrais Ferreira, mais conhecido como Bigorna, foi um dos grandes ídolos da história do Internacional. Natural de Porto Alegre, o jogador teve duas passagens pela equipe colorada, entre 1967 a 1974 e posteriormente no ano de 1979.

Claudiomiro foi responsável por marcar o primeiro gol do Estádio Beira-Rio, no ano de 1969, durante um amistoso contra o Benfica de Portugal. O atacante participou de 424 jogos e marcou 210 gols. Foi campeão gaúcho por seis vezes e é o terceiro maior artilheiro da história do Internacional.

Ele tinha 68 anos quando faleceu em agosto de 2018. A causa de sua morte não foi revelada.

Vichai

Vichai Srivaddhanaprabha, dono do Leicester, faleceu após seu helicóptero cair no estacionamento do estádio
Divulgação
Vichai Srivaddhanaprabha, dono do Leicester, faleceu após seu helicóptero cair no estacionamento do estádio

Dentre as mortes inesperadas e trágicas de 2018 está a do tailandês Vichai Srivaddhanaprabha. Nascido em 1958, Vichai ficou conhecido após comprar o Leicester City, time da Premier League.

O bilionário tailandês era o fundador e CEO da King Power Duty Free, hoje patrocinador da equipe inglesa. Em agosto de 2010, Vichai virou dono do Leicester City e levou o time a maior conquista de sua história, quando foi campeão inglês na temporada 2016/17.

Vichai faleceu em 27 de outubro. Após a partida do Leicester contra o West Ham, o dirigente deixou o King Power Stadium de helicóptero, como fazia após todos os jogos da equipe, mas a  aeronave caiu minutos depois de decolar e explodiu ao se chocar com o chão.

No helicóptero estavam Vichai, sua filha Voramas, dois pilotos e o assistente pessoal do empresário tailandês, Kaverporn Punpare.

Daniel

O jogador Daniel Corrêa foi assassinado no dia 29 de outubro
Erico Leonan/São Paulo FC
O jogador Daniel Corrêa foi assassinado no dia 29 de outubro

Seguramente um dos casos de morte de esportistas que teve mais repercussão em 2018 foi o do meia Daniel Corrêa.

No dia 29 de outubro o corpo do atleta foi encontrado em um matagal na cidade de São José dos Pinhais. Daniel estava com sinais de tortura e teve sua parte íntima decepada. Dias após o acontecimento, a polícia descobriu que o assassinato foi cometido pelo empresário local Edison Brittes.

Após um mês de investigações, sete pessoas foram indiciadas pelo assassinato, incluindo Edison Britttes, sua filha Allana e a esposa Cristiane Brittes, além de três jovens que ajudaram Edison a se livrar do corpo e uma garota que ficou com Daniel na noite do ocorrido.

Daniel Corrêa era natural de Juiz de Fora, em Minas Gerais, e tinha 24 anos. Ele iniciou sua carreira no futebol em 2009 no Cruzeiro. Contratado pelo São Paulo em 2015 estava emprestado ao Esporte Clube São Bento, do interior de São Paulo.

Aldyr Schlee

Aldyr Schlee, o homem que criou a camisa da seleção brasileira na cor amarela
Gilberto Perin/Divulgação
Aldyr Schlee, o homem que criou a camisa da seleção brasileira na cor amarela

O gaúcho Aldyr Garcia Schlee foi escritor, jornalista, tradutor, desenhista e professor universitário. Aos 19 anos ficou famoso no meio esportivo por vencer um concurso do jornal “Correio da Manhã” que procurava um novo uniforme para a seleção brasileira.

Em 1953 Aldyr desenhou um conjunto com camisa amarela, calção azul e meiões brancos para a seleção. O uniforme ficou conhecido mundialmente e, na época, Aldyr ganhou R$ 20 mil pelo projeto, além de um estágio no jornal.

Nascido em 1934, na cidade de Jaguarão no Rio Grande do Sul, Aldyr faleceu no último dia 16 de novembro na cidade de Pelotas . Ele tinha 83 anos e lutava contra um câncer de pele há seis anos.

Josep Lluís Nuñez

Josep Lluís Núñez, ex-presidente do FC Barcelona
Reprodução
Josep Lluís Núñez, ex-presidente do FC Barcelona

O nome de José Luis Núñez Clemente entrou para história como o 35º presidente do FC Barcelona. Natural de Guriezo, na Espanha, o empresário foi o dirigente mais longevo da história do clube ficando 22 anos (de 1978 a 2000) no comando da equipe catalã.

Em sua passagem o Barcelona conquistou aproximadamente 30 títulos no futebol, teve aumento no número de associados em cerca de 30 mil e reformou o Camp Nou.  José é considerado um dos grandes responsáveis por elevar a equipe para uma potência mundial.

Em 1999 Núñez foi acusado de suborno no “caso hacienda”, que tratou de uma rede de corrupção na Inspeção das Finanças na Catalunha. O ex-presidente chegou a ser preso em 2014 e liberado no ano de 2017.

Núñez foi vítima de câncer e faleceu no dia 03 de dezembro, na Espanha.

Tarciso ‘Flecha Negra’

Tarciso Flecha Negra foi a última perda do ano de 2018
Reprodução
Tarciso Flecha Negra foi a última perda do ano de 2018

José Tarciso de Souza, mais conhecido como Tarciso Flecha Negra, nasceu em 1951 em São Geraldo, Minas Gerais, e se tornou um ponta-direita reconhecido por sua atuação no Grêmio entre os anos de 1973 e 1986.

Pelo clube gaúcho venceu o Campeonato Brasileiro de 1981, a Copa Libertadores da América e o Mundial de Clubes de 1983. Participou de 721 jogos pela equipe, sendo o jogador que mais vestiu a camisa grenal, e marcou 226 gols.

Em 2004 Tarciso ingressou na política filiando-se ao PDT. Quatro anos depois foi eleito vereador de Porto Alegre e foi reeleito em 2012 e 2016. Depois de seus mandatos, filiou-se ao PSD, partido em que participava até esse ano.

No dia 05 de dezembro, Tarciso Flecha Negra faleceu no Hospital São Lucas da PUCRS em decorrência de um tumor ósseo.

Leia também:  De Simona Halep a Luka Modric. Veja os destaques do esporte em 2018

Para você, leitor, ficou faltando algum esportista falecido no ano de 2018 nesse especial de fim de ano? Comente.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas