Publicidade
Publicidade - Super banner
Olimpíadas
enhanced by Google
 

Pedidos de demissão mudam diretoria dos Jogos do Rio 2016

Diretor de segurança Luiz Fernando Corrêa saiu por denúncias de fraude. Diretor executivo comercial também pediu demissão

iG São Paulo |

Divulgação
Luiz Fernando Corrêa pediu demissão do comitê organizador do Rio 2016 nesta sexta-feira
Dois pedidos de demissão agitaram a sexta-feira no Rio 2016 o comitê organizador das Olimpíadas de 2016 do Rio de Janeiro. O diretor de segurança dos Jogos, Luiz Fernando Corrêa, entregou o cargo por conta de denúncias de improbidade administrativa, ainda por conta do Pan-Americano de 2007, também realizados no Rio. Outro que deixou a organização dos Jogos nesta sexta-feira foi o diretor executivo comercial, Flavio Pestana.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Luiz Fernando Corrêa, antigo delegado da Polícia Federal, responde a uma ação que tramita na Justiça Federal por desvio de verbas públicas. Ele é acusado de ter lesado os cofres públicos em R$ 18 milhões por conta de contratos superfaturados, quando coordenava a parte de segurança do Pan 2007.

Blog Espírito Olímpico: Comitê do Rio 2016 precisa abrir o olho!

Na época, um consórcio formado por 11 empresa foi responsável por fornecer equipamentos de tecnologia aos Jogos. O Ministério da Justiça desembolsou então R$ 170 milhões em equipamentos, mas após uma investigação do Instituto de Criminalística da PF, constatou-se que cerca de 80% dos equipamentos comprados foram adquiridos com valor acima do mercado.

Veja também: Diretor do Comitê Rio 2016 é suspeito de fraude, diz jornal

No comunicado divulgado pelo Rio 2016, Corrêa declarou que “pretende buscar na Justiça a reparação de danos (de imagem, morais e materiais) pelos responsáveis diretos e indiretos”. Por isso, ainda segundo o comunicado, ele preferiu entregar o cargo. Ainda não foi definido quem ficará em seu lugar.

Leia também: Rio 2016 tem apenas 25% dos locais de treinamento de Londres 2012

Já o direto executivo comercial Flavio Pestana, que havia sido contratado para o cargo em janeiro, justificou como “motivos pessoais” a decisão de deixar o comitê organizador dos Jogos de 2016. Interinamente o seu cargo será ocupado por Leonardo Gryner, que é o diretor-geral do Rio 2016.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG