Tamanho do texto

Segundo a assessoria jurídica de Neymar, a iniciativa para realização do encontro sempre partiu do citado advogado", José Edgard Cunha Bueno

Neymar está sendo acusado de estupro
AS.com / Reprodução
Neymar está sendo acusado de estupro

Os ex-advogados da mulher que acusa Neymar de agressão e estupro divulgaram nesta terça-feira uma  nota de esclarecimento onde afirmam ter convicção de que as provas apresentadas pela suposta vítima demonstram que ela foi agredida pelo jogador durante o encontro no mês de maio, em Paris.

Leia também: Ex-advogados da mulher que acusa Neymar têm certeza que agressão será provada

Segundo a nota divulgada pela TV Globo, a mulher só relatou que tinha sido vítima de estupro depois que os advogados se reuniram com representantes do jogador na casa do pai de Neymar , em São Paulo. Isso tudo deixando a entender que o convite inicial havia partido do próprio pai do atleta.

De acordo com a nota assinada por Francis Ted Fernandes, um dos sócios da Fernandes e Abreu Advogados, o escritório foi contratado para buscar um acordo e tratar indenização por danos morais - tanto que foi feito um exame médico.

Leia mais sobre  Neymar:

Nesta quarta-feira, a assessoria jurídica de Neymar, que está sendo feita pelo escritório Davi Tangerino & Salo de Carvalho, soltou uma nota de repúdio contra a Fernandes e Abreu Advogados.

No texto assinado pela advogada Maíra Fernandes, "a iniciativa para realização do encontro sempre partiu do citado advogado", José Edgard Cunha Bueno, da Fernandes e Abreu. A nota traz em anexo um print da conversa entre o pai de Neymar e José Edgard.

Print da conversa entre o pai de Neymar e o ex-advogado da mulher que acusa o atleta de estupro
Reprodução
Print da conversa entre o pai de Neymar e o ex-advogado da mulher que acusa o atleta de estupro


Confira a nota oficial:

Em resposta à nota divulgada pelo escritório Fernandes e Abreu, veiculada no Jornal Nacional da Rede Globo (04/06) e no Bom dia Brasil (05/06), a assessoria jurídica de Neymar Jr. vem dizer que, ao contrário do veiculado, o Sr. Neymar da Silva Santos, pai do jogador, foi procurado pelo Dr. José Edgard Cunha Bueno no dia 29/05, que requisitou agendamento de reunião, como fica claro na mensagem abaixo. A iniciativa para realização do encontro sempre partiu do citado advogado.

Também importante reforçar que, na reunião, o advogado apresentou um inaceitável pedido de "cala boca", prontamente rejeitado. O pedido de dinheiro foi presenciado não por uma, mas por três testemunhas. Por fim, esclarecem que tal fato foi comunicado à autoridade policial e que as testemunhas se encontram à disposição.

    Leia tudo sobre: futebol