Tamanho do texto

Aposentado desde 2008, Guga convidou Federer para uma partida antes que o suíço se aposente das quadras e o encontro pode acontecer no Rio Open

Guga convidou Roger Federer para fazer uma 'duplinha' em torneio de tênis no Brasil
Reprodução
Guga convidou Roger Federer para fazer uma 'duplinha' em torneio de tênis no Brasil

Um convite inesperado agitou o mundo do tênis nesta sexta-feira (22). Em seu Twitter, Gustavo Kuerten, um dos maiores tenistas brasileiros da história, convidou o suíço Roger Federer para uma possível dupla.

Leia também:  PSG quer 'time dos sonhos' para a disputa da Liga dos Campeões em 2020

Em vídeo,  Guga diz saber da vontade do suíço em disputar uma partida de tênis no Brasil antes de se aposentar e aproveitou para criar uma ‘duplinha’.

“Hey Roger, como está meu amigo? Fiquei sabendo que você está pensando em jogar um torneio aqui no Brasil, na nossa casa, faço questão de dizer que é inesquecível, super divertido, apaixonante e até ouvir pedir, se confirmar, tiver certeza, vamos jogar uma duplinha? Tá disponível? Já vou começar a treinar por via das dúvidas, abraço querido!”.

Assista o vídeo abaixo:

Para aproveitar a oportunidade, o diretor do Rio Open, Lui Carvalho, comentou que se a dupla realmente acontecer ele colocaria o estaria na quadra central do torneio, chamada de Guga Kuerten. A próxima edição do torneio de tênis no Rio de Janeiro acontece em fevereiro de 2020.

Leia também:  Doping de campeões mancha o esporte, mas enaltece o esforço do UFC

Roger Federer está nos Estados Unidos para disputar o Masters 1000 de Miami e ainda não respondeu o ‘desafio’ do tenista brasileiro. Federer estreia na segunda rodada contra Radu Albot, tenista da Moldávia, as 17h00 deste sábado.

Caso a dupla entre Federer e Kurten se concretize, mesmo que por um evento, seria um desfile de títulos em quadra. Em toda sua carreira, o suíço de 37 anos ganhou 100 títulos de simples, sendo 20 Grand Slams (Australian Open, Roland Garros, Wimbledon e US Open).

Aposentado desde 2008, Guga foi o número um do mundo em 2000 (melhor posição de um brasileiro e de um sul-americando na época) e conquistou 20 títulos sendo tricampeão de Roland Garros.

Leia também:  Rodada da NBA tem atuação de gala de Harden e LeBron fora dos playoffs

Assistir a uma dupla entre Guga e Federer, em solo brasileiro, será um presente do esporte.