Marcelo Melo e Lukasz Kubot são vice-campeões do Masters 1000 de Indian Wells, nos Estados Unidos. Neste sábado (16), a dupla cabeça de chave número 6 disputou a final diante do croata Nikola Mektic e do argentino Horacio Zeballos, que marcaram 2 sets a 1, parciais de 4/6, 6/4 e 10-3, em 1h28min, para ficar com o título.

Leia também: ATP anuncia novidades no calendário do tênis masculino para 2020

undefined
MichaelCummo/BNPParibasOpen
Melo e Kubot são vice-campeões do Masters 1000 de Indian Wells

Esta foi a 14ª final de Masters 1000 da carreira de Marcelo - a sexta ao lado de Kubot. Com o vice, aparecerá no próximo ranking mundial individual de duplas da ATP como sexto do mundo. Kubot será quinto. Melo e Kubot já tinham sido finalistas em Indian Wells em 2017. Na próxima semana, a partir do dia 20, jogarão em Miami (EUA) o segundo Masters 1000 do ano.

A dupla, desta forma, encerra o Masters 1000 de Indian Wells com um balanço muito positivo, apesar de não ter conquistado o título. Foram quatro vitórias, com atuações de destaque, confiança e concentração nos momentos decisivos para chegar à final, superando quatro match tie-breaks. Um deles na semifinal, na sexta-feira (15), diante do número 1 do mundo em simples, o sérvio Novak Djokovic, e o italiano Fabio Fognini.

Neste sábado, diante de Mektic e Zeballos, começaram a partida com uma quebra, fazendo 1/0. Os adversários devolveram na sequência, 1-1. Mas, Melo e Kubot, com mais um break, marcaram 3-2, abriram 4-2, e fecharam em 6/4. O segundo set foi muito equilibrado. E os adversários conseguiram o break em um momento que não permitiu nenhuma reação, no décimo game, quando venciam por 5/4, marcando 6/4 para igualar o jogo e levar para o match tie-break.

Leia também: Encontro inusitado entre tenista e torcedor dos Patriots vai virar filme

Nas quatro partidas anteriores em Indian Wells, Marcelo e Lukasz garantiram a vitória com ótimas atuações no match tie-break. Mas, desta vez, o domínio foi todo de Mektic e Zeballos, que em nenhum momento estiveram ameaçados, fechando em 10-3 para comemorar o título.

"Infelizmente, não deu aqui hoje (sábado). Eles jogaram melhor a partir do segundo set. Começamos bem o jogo, mas depois foram melhores. E o Zeballos realmente fez a diferença no match tie-break, jogando muito bem. Mereceram a vitória. Tiveram uma chave incrivelmente dura. A gente fez o que pode, mas não deu", explicou Melo.

"Da mesma maneira, saímos felizes com o resultado, eu voltando a jogar bem, com a final de Masters Series. Agora é aproveitar essa confiança em Miami e para o resto da temporada. Saber que estamos jogando nosso alto nível novamente. Vitórias e derrotas acontecem e a cabeça está tranquila de que fizemos uma excelente semana, e saímos daqui somente com coisas positivas para frente", afirmou.

"E quero agradecer aos que torceram por mim, que me acompanham no Brasil e que estavam aqui. Muito obrigado pelo apoio. Gosto muito de Indian Wells, um dos melhores lugares para se jogar", completou o brasileiro, que já segue para Miami neste domingo (17).

Leia também: Roger Federer vence ATP de Dubai e chega ao 100º título na carreira

Juntos desde 2017, Melo e Kubot , no ano passado, disputaram 63 jogos em 25 torneios, com 41 vitórias e quatro títulos: ATP 250 de Sidney, na Austrália; ATP 500 de Halle, na Alemanha; ATP 500 de Beijing e Masters 1000 de Xangai, ambos na China. Nos Grand Slam, foram vice-campeões no US Open, em Nova Iorque (EUA).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários