Pista na Lagoa, entregue neste domingo, após reparo do piso, iluminação e gradil
Divulgação/ Seconserva
Pista na Lagoa, entregue neste domingo, após reparo do piso, iluminação e gradil

Após atuação histórica do skate nos Jogos Olímpicos de Tóquio , com a conquista da medalha de prata por Rayssa Leal , Kelvin Hoefler e Pedro Barros , as pistas de skate do Rio estão ganhando mais atenção do poder público. Duas que passaram por reforma na Lagoa, Zona Sul, ao longo de julho, foram entregues neste domingo. Elas ficam na Avenida Borges de Medeiros, perto do Clube de Regatas do Flamengo.

Os reparos nas rachaduras do piso e a reforma dos corrimões de proteção foram feitos pela Secretaria municipal de Conservação, a pedido de skatistas. De acordo com a Secretaria municipal de Esporte, a partir de terça-feira, dia 10, outras pistas da cidade passarão por vistorias.


"Também foi feita uma obra de gramado e gradeamento do entorno da pista da Lagoa e reparos na iluminação. Esse cuidado com as pistas foi uma solicitação nossa, e é nítida a influência do efeito 'Rayssa Leal, Kelvin Hoefler e Pedro Barros' nessa atuação do poder público. Agora, a galera do skate tem muito mais força para chegar na prefeitura e pleitear novas pistas e reforma das antigas, porque a modalidade está em evidência e é o esporte do momento", explica Leonardo Silveira, vice-presidente da Federação de Skate do Rio.

Tivemos reuniões com o secretário municipal de esporte, Guilherme Schleder, e, a partir disso, fizemos um mapeamento das pistas da cidade para ver o estado de conservação e pedir atuação em cada ponto crítico. Como temos arquitetos e engenheiros, servimos de consultoria técnica para os órgãos públicos", continua.

Você viu?

A Lagoa tem uma pista da modalidade street, que simula obstáculos encontrados nas ruas, como rampas, degraus e muretas, e outra do tipo banks, em formato de cápsula. As duas foram cobertas com um revestimento chamado granilite, composto de minerais como mármore, granito, quartzo e calcário, combinados com areia, água e cimento branco. Segundo a Seconserva, apenas a aplicação desse material — que tem alta resistência e deixa a superfície mais lisa, proporcionando aumento de velocidade e menos risco de arranhões em caso de queda — custou cerca de R$ 40 mil. 

Com pelo menos dez pistas precisando de reforma na cidade, de acordo com a Secretaria municipal de Esporte, cinco — Ilha do Governador, Méier, Maracanã, Estácio e Quinta da Boa Vista — devem passar por avaliação já no primeiro dia de vistorias. A partir disso, a pasta de desportos pedirá à Seconserva para montar um orçamento a ser apresentado ao prefeito para a reforma, que terá trabalho semelhante ao realizado nas pistas da Lagoa.

Para Leonardo Silveira, as pistas que estão em situação mais precária são a da Ilha do Governador e a do Pontal do Recreio, cujos entornos sofrem com mato alto, pouca iluminação e falta de segurança, além de estarem com o piso danificado:

"Nosso objetivo é lutar para que, daqui em diante, em vez de manutenções corretivas, sejam feitas intervenções preventivas, mantendo esse acompanhamento que está sendo feito agora. Isso é importante para trazer novos adeptos para esses espaços e difundir a modalidade".

Além da revitalização das pistas de skate, as equipes da Seconserva ainda executaram na Lagoa os serviços de recomposição dos guarda-corpos do Parcão e do alambrado na quadra próxima, bem como a recuperação dos pisos de pedras portuguesas e das calçadas. Com o apoio da RioLuz, a área ganhou reforço na iluminação. E coube à Comlurb fazer limpeza e poda.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários