Tamanho do texto

O surfista de 24 anos liderava o ranking da WSL e bastou chegar até a final para conquistar seu segundo troféu na carreira. Leia como foi a conquista

Gabriel Medina em tubo perfeito em Pipeline Masters, no Havaí
WSL / Ed Sloane
Gabriel Medina em tubo perfeito em Pipeline Masters, no Havaí

Gabriel Medina sagrou-se bicampeão mundial de surfe nesta segunda-feira (17). O brasileiro de 24 anos  superou a disputa tripla com o australiano Julian Wilson e o compatriota Filipe Toledo no Billabong Pipeline Masters, no Havaí.

Líder do ranking da WSL, Gabriel Medina não enfrentou muitos problemas na última etapa do campeonato. Para ser o campeão ele dependia apenas de si mesmo e não decepcionou. Chegando apenas na final, Medina já conquistou o título - e, no final das contas, ele também venceu a etapa ao superar Wilson na decisão.

O brasileiro venceu a primeira bateria da competição com a nota 13.16 contra 9.97 de Benji Brand e 9.67 de Connor O’Leary. Com alguns dias sem boas ondas, a terceira bateria foi disputada no domingo e Medina avançou com 14.30 contra 11.83 de Seth Moniz.

Nesta segunda-feira, em sua primeira apresentação do dia no mundial da WSL , Medina tirou 16.90 e superou Michel Bourez com 11.93 e Sebastian Zietz com a nota 3.33, avançando para as quartas de final.  Na etapa seguinte, enfrentando o americano Coffin, Gabriel deu um show.

O brasileiro iniciou a bateria atrás do americano, mas em duas ondas seguidas tirou um 9.45 e em seguida um 10.0 na melhor onda do dia. Assista abaixo:



Chegando na semifinal, Medina só precisava de mais uma bateria para conquistar o título mundial. Contra o sul-africano Jordy Smith a bateria foi difícil, mas o brasileiro levou a melhor com nota 16.27.

Leia também:  Surfista havaiano é suspenso de etapa após trocar socos com brasileiro. Veja

O caminho de Gabriel ficou mais fácil depois que o vice do ranking, Filipe Toledo, foi desclassificado no domingo por Kelly Slater com nota 6.77 contra 15.60. Com isso, o terceiro colocado Julian Wilson era a única ameaça de Medina, mas só do brasileiro chegar à final, não importou o resultado do australiano na competição.

Na decisão, Medina venceu Julian Wilson por 18,34 a 16,70.

Não podendo ser mais alcançado na pontuação, antes mesmo de disputar a final Gabriel Medina foi aclamado o campeão do Mundial de Surfe de 2018. O primeiro campeonato do paulista foi em 2014, quando ele tinha apenas 20 anos.

Leia também:  Conheça Stephanie Gilmore, heptacampeã mundial de surfe feminino

Durante a temporada de 2018, Gabriel Medina venceu duas etapas: Tahiti e a Surf Ranch Pro, na Califórnia. Foi terceiro na França e em Portugal e teve sua pior posição em Gold Coast, na primeira etapa do campeonato mundial.

    Leia tudo sobre: Surfe

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.