Tamanho do texto

Primeira surfista mulher a entrar para o Livro dos Recordes, a brasileira surfou uma onda de cerca de 20 metros na praia de Nazaré, em Portugal

Maya Gabeira recebeu o certificado do Guinness Book pela maior onda já surfada por uma mulher
reprodução / WSL
Maya Gabeira recebeu o certificado do Guinness Book pela maior onda já surfada por uma mulher

A surfista brasileira de ondas grandes, Maya Gabeira, de 31 anos, entrou para o Livro dos Recordes após surfar a maior onda da história entre as mulheres.

Leia também: WSL anuncia calendário do surfe 2019 e premiação igual para homens e mulheres

Maya Gabeira é a primeira surfista mulher a ser premiada pelo Guinness Book. A onda que lhe rendeu a premiação foi em janeiro de 2018, na praia de Nazaré, em Portugal, e tinha cerca de 20 metros de altura (68,72 pés).

O local é o mesmo onde a brasileira sofreu um grave acidente cinco anos atrás, quando foi atingida por uma onda gigante e foi resgatada inconsciente por Carlos Burle, seu treinador.

A surfista revelou que ser a detentora deste recorde era seu sonho há muitos anos, e que o acidente a fez ter dúvidas se conseguiria.

Leia também: WSL quer construir piscina de ondas artificiais de Kelly Slater no Brasil 

“Estabelecer o recorde mundial é um sonho meu há muitos anos – disse Maya. – Mas, claro, após o acidente em Nazaré, em 2013, parecia um sonho muito distante. Demorou muito para ter uma temporada como a do ano passado, para estar 100% de novo, e completá-lo com um título de no Guinness Book é muito especial”.

Maya Gabeira fala sobre Nazaré

A onda surfada por Maya Gabeira
reprodução / WSL
A onda surfada por Maya Gabeira

A brasileira falou também sobre a sua vida na cidade de Nazaré, onde teve seu momento mais difícil na carreira e onde realizou seu grande sonho.

Leia também: Surfista de ondas gigantes é encontrado morto no México em 'caso misterioso'

“Tem sido uma viagem e tanto. Mas posso dizer, honestamente, que em 2013, quando cheguei à Nazaré, a minha vida mudou como nunca antes. Claro, houve um acidente, ferimentos e assim por diante. Mas também me mudei para Nazaré estar mais perto da onda, dediquei a maior parte do meu tempo ao local e tive anos para me concentrar na melhoria, na segurança e em estar perto das melhores pessoas para chegar onde queria estar”, finalizou Maya Gabeira

    Leia tudo sobre: Surfe
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.