Tamanho do texto

Além disso, atleta que mais subiu a pódios olímpicos na história, disse que deseja ajudar outras pessoas que sofrem com a mesma doença

Maior medalhista olímpico de todos os tempos, o nadador norte-americano Michael Phelps contou detalhes de sua luta contra a depressão e disse que salvar uma vida é mais importante do que ganhar uma medalha de ouro.

Leia também: "Já pensei, sim, em suicídio", revela multicampeão olímpico Michael Phelps

Maior atleta olímpico da história, Michael Phelps falou sobre luta contra depressão
Reprodução/Twitter
Maior atleta olímpico da história, Michael Phelps falou sobre luta contra depressão

Em entrevista à rede CNN , Phelps , que tem 23 medalhas douradas em cinco Olimpíadas, revelou que desejou não estar vivo em alguns momentos e que hoje se dedica à vencer sua depressão e auxiliar outras pessoas que sofrem da doença.

"Eu gostaria de fazer a diferença, gostaria de ser capaz de salvar uma vida, se puder", afirmou o estadunidense, que conquistou trinta e sete recordes mundiais na carreira. "Para mim, isso é mais importante do que ganhar uma medalha de ouro", acrescentou.

Logo após os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, o atleta teve uma crise e disse que não queria viver. Recentemente, teve um momento "assustador", como ele mesmo descreve. E isso confirmou que a luta continua e deve durar a vida inteira.

Leia também: Michael Phelps desafia Conor McGregor para duelo na piscina

"Consegui fazer algumas coisas realmente incríveis na piscina e também lutei do lado de fora. Houve uma parte da minha vida em que não queria estar vivo", revelou. E acrescentou: "Duas ou três semanas atrás passei por uma fase depressiva bem assustadora".

"Isto é algo que continuará acontecendo na minha vida, mas quanto mais eu puder aprender sobre mim mesmo e entender por que estou passando por estas coisas, vai tornar minha vida melhor, e posso ensinar outras pessoas ou ajudar outras pessoas, e isso é algo que é muito importante para mim, estou muito orgulhoso e honrado por poder fazê-lo".

Phelps e apoio da família

Michael Phelps durante a última Olimpíada em que participou, no Rio
Divulgação/Rio2016
Michael Phelps durante a última Olimpíada em que participou, no Rio

Hoje com 33 anos, Michael se aposentou oficialmente após as Olimpíadas do Rio, em 2016. Ele conta que sua estabilidade para um melhor tratamento veio justamente após se casar com Nicole Johnson, no mesmo ano. Em fevereiro, nasceu o segundo filho do casal.

"(Minha esposa) é tudo para mim, é minha rocha, e me ajuda no dia a dia. Com certeza eu não seria quem sou sem ela. Ela é uma pessoa que realmente me ajudou nos últimos tempos", elogiou.

Leia também: Michael Phelps perde desafio contra tubarão branco; assista

"Eu realmente gosto de quem sou e estou de bem comigo mesmo. Não poderia dizer isso alguns anos atrás. Então estou em um bom momento e vivendo a vida um dia de cada vez", finalizou Phelps .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.