Tamanho do texto

A equipe do Brasil passou em quinto lugar e quebrou jejum de 11 anos com melhor posição no classificatório. Meninas buscam medalha às 10 hrs

Meninas buscam medalha inédita no Mundial de Ginástica em Doha, no Qatar
Ricardo Bufolin/CBG
Meninas buscam medalha inédita no Mundial de Ginástica em Doha, no Qatar

Nesta terça-feira, a partir das 10hrs a equipe feminina de ginástica artística do Brasil busca uma medalha na disputa por equipes no Mundial de Ginástica em Doha, no Qatar.

Leia também:  Roger Federer vence ATP da Suíça e conquista 99º título da carreira

No domingo (28) aconteceram as classificatórias para a final por equipes do Mundial de Ginástica em Doha . As meninas do Brasil terminaram em quinto lugar com um total de 162,529 pontos, repetindo o desempenho da equipe em 2007, no Mundial de Stuttgart, na Alemanha.

O grupo feminino do Brasil é formado por Flavia Saraiva, Jade Barbosa, Rebeca Andrade, Lorrane Oliveira e Thaís Fidelis. A finalista olímpica e mundial Flavia Saraiva conseguiu avançar para a final do individual geral, na nona colocação, com um total de 53,999. Além dela, Jade Barbosa também se qualificou em 18º. A ginasta de 19 anos ainda avançou para a final do solo em quinto lugar.

Por muito pouco, Rebeca Andrade não se classificou para a final das paralelas assimétricas, terminando em 10º lugar com 14,333 e ficando como segunda reserva para a final.

“Claro que podemos fazer ainda melhor, mas foi excelente chegar à final por equipes depois de 11 anos, na quinta colocação. Vale ressaltar nossa boa apresentação no salto, com ótima nota das meninas (43,532)”, afirmou Henrique Motta, chefe da delegação do Brasil.

Leia também:  Técnica de Paul Pogba em pênalti contra Everton vira piada nas redes sociais

Com a classificação em quinto para a final por equipes, o Brasil assegurou lugar entre as 24 primeiras colocadas para disputar com equipe completa o Mundial do ano que vem, na Alemanha.

Equipe masculina no Mundial de Ginástica em Doha

A equipe masculina terminou em sétimo lugar na final por equipes no Mundial de Ginástica em Doha
Ricardo Bufolin/CBG
A equipe masculina terminou em sétimo lugar na final por equipes no Mundial de Ginástica em Doha

Na manhã desta segunda-feira a equipe masculina de ginástica artística terminou a disputa por equipes em sétimo lugar. Na classificatória da última sexta-feira, os meninos tinham tido um bom desempenho e terminaram em quinto.

Com o time formado por Arthur Zanetti, Arthur Nory, Caio Souza, Francisco Barreto e Lucas Bittencourt, o Brasil alcançou a pontuação final de 243,994. A medalha de ouro ficou com a China (256,634), a Rússia levou a prata (256,585) e o bronze ficou com o Japão (253,744).

Os três primeiros colocados já asseguraram uma vaga na Olimpíada de Tóquio-2020. O Brasil buscará sua classificação no Mundial do ano que vem, quando serão distribuídas nove vagas por equipe para a próxima Olimpíada.

Na final desta segunda-feira, as melhores performances da equipe brasileira ocorreram nas argolas e no salto. Em seu melhor aparelho, Arthur Zanetti repetiu a nota do qualificatório, com 15,033. Já no salto, Arthur Nory teve a melhor nota na final (14,233).

Leia também:  Jogador do São Paulo é encontrado morto em matagal com sinais de tortura

Arthur Zanetti e Caio Souza ainda participam do Mundial de Ginástica em Doha nas finais de argola (sexta-feira dia 03); individual geral (quarta-feira dia 31) e salto (sexta-feira dia 03), respectivamente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.