Tamanho do texto

Devido a um atraso em coletiva, a equipe não estava dentro da Mesquita no momento do ataque. Atletas assistiram o tiroteio de dentro do ônibus

Equipe de críquete de Bangladesh escapou por pouco do massacre na Nova Zelândia
Reprodução / Instagram
Equipe de críquete de Bangladesh escapou por pouco do massacre na Nova Zelândia

A equipe de críquete de Bangladesh escapou por poucos minutos do atentado terrorista que aconteceu nesta quinta-feira (15) na Mesquita Al Noor, na cidade de Christchurchda, na Nova Zelândia.

Leia também: Serviço de Segurança Federal da Rússia evitou terrorismo na Copa do Mundo 2018

Atrasados, os atletas e membros da comissão técnica naõ estavam dentro da Mesquita durante o ataque, mas viram de dentro do ônibus o massacre acontecer. No local, um atirador australiano matou 49 pessoas e deixou 48 feridas. O ataque terrorista é o maior já realizado na Nova Zelândia

"Os jogadores estavam chorando no ônibus, todos estavam mentalmente afetados", disse o chefe de equipe Khaled Mashud para a britânica 'BBC', que noticiou que um atraso numa entrevista coletiva foi o que impediu que eles estivessem lá dentro no momento do tiroteio.

Nas redes sociais, a equipe de críquete de Bangladesh divulgou que todos atletas e comissão técnica estão bem após o  atentado e já se encontram no hotel.

"Todos os membros da equipe de críquete do Bangladesh, em Christchurch, estão em segurança de volta ao hotel após o incidente na cidade. O Bangladesh Cricket Board (BCB) está em constante contato com os jogadores e com a gerência da equipe e também com o New Zealand Cricke", diz o texto.

Leia também: Após tragédia no Fla, Grêmio Novorizontino promove treinamento contra incêndio

"Alhamdulillah Allah nos salvou hoje enquanto filmamos em Christchurch na mesquita. Nós somos extremamente sortudos. Nunca queremos ver essas coisas acontecerem novamente. Ore por nós", escreveu o atleta Mushfiqur no Twitter.

Leia também: Horas antes de jogo da Champions, torcedores do Lyon enfrentam polícia catalã

A equipe de Bangladesh realiza turnê pela Nova Zelândia , mas devido ao trauma psicológico deixado pelo ataque, a partida que aconteceria nesta sexta-feira (15), em Christchurch foi cancelada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.