Tamanho do texto

O país oficializou nesta quinta-feira (10) a candidatura para receber os Jogos Olímpicos de Inverno de 2026, concorrendo com Estocolmo, na Suécia

Itália e Suécia concorrem para sediar as Olimpíadas de Inverno de 2026
Reprodução / Getty Images
Itália e Suécia concorrem para sediar as Olimpíadas de Inverno de 2026

O governo italiano assinou nesta quinta-feira (10) a carta para oficializar a candidatura conjunta das cidades de Milão e Cortina d'Ampezzo para sediar as Olímpiadas de Inverno de 2026, informaram fontes oficiais à ANSA.

Leia também: Em referendo, Suíça rejeita candidatura às Olimpíadas de Inverno de 2026

"Estou satisfeito com a aprovação do governo para a candidatura de Milão e Cortina nas Olímpiadas de Inverno, sob as condições acordadas. Um bom sinal: agora vença os melhores!", afirmou o subsecretário da Presidência do Conselho de Ministros, Giancarlo Giorgetti.

No final de novembro, o presidente do Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni), Giovanni Malagò, já havia apresentado em Tóquio, no Japão, a candidatura conjunta.

Leia também: Brasil deve ter 250 atletas em disputa nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020

Além disso, na ocasião, o logotipo italiano também foi divulgado ao público. O emblema consiste em uma montanha tricolor na forma do Domo de Milão com uma pista de esqui no meio dela. A candidatura conjunta foi aprovada no início de outubro pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). Inicialmente, a Itália chegou a cogitar uma candidatura tripla com Milão, Turim e Cortina para sediar os Jogos. No entanto, houve embates entre os líderes políticos municipais e regionais.

Logotipo da candidatura de Milão e Cortina D'Ampezzo para receber os Jogos de Inverno de 2026
Divulgação/Coni
Logotipo da candidatura de Milão e Cortina D'Ampezzo para receber os Jogos de Inverno de 2026

Milão chegou a exigir "prioridade" na candidatura da Itália , alegando ser a cidade mais conhecida. Cortina ameaçou se retirar, dizendo que faltava transparência e que era uma escolha "irracional", já que seriam necessárias obras para montar as estruturas. E Turim, que queria ser candidata única aos Jogos, teve a imagem abalada por brigas dentro do partido Movimento 5 Estrelas, da prefeita Chiara Appendino.

Leia também: Coreia do Norte anuncia que irá participar dos Jogos Olímpicos de 2020

Agora, as duas cidades vão disputar com Estocolmo, na Suécia, para receber as Olimpíadas de Inverno de 2026. A vencedora será escolhida em setembro deste ano.