Tamanho do texto

Atacante comentou ainda sobre a concorrência na seleção e a lembrança do seu último gol, justamente diante do próximo adversário, o Uruguai

O atacante Douglas Costa foi o jogador da seleção brasileira escolhido para conceder entrevista coletiva nesta terça-feira, ao lado de Marquinhos. Entre diversas questões, uma delas foi sobre a cusparada que deu em Di Francesco, em partida da Juventus contra o Sassuolo, pelo Campeonato Italiano.

Sobre o episódio da cusparada na Itália, Douglas Costa demonstrou arrependimento e revelou advertência de Tite
Pedro Martins / MoWA Press
Sobre o episódio da cusparada na Itália, Douglas Costa demonstrou arrependimento e revelou advertência de Tite

Por conta do episódio, Douglas Costa foi  suspenso por quatro jogos e ficou fora dos últimos amistosos da seleção, retornando para os duelos contra Uruguai, nesta sexta, e Camarões, na próxima terça, dia 20. Mas antes de sua volta, o técnico Tite advertiu o atacante.

"A gente realmente conversou. Com o Tite sempre foi olho no olho, ele falou o que pensa, eu respeitei e pedi desculpas pelo que aconteceu. Foi um dia em que não fui feliz, eu não estava em mim. Nunca havia cometido esse ato em 10 anos de carreira, espero deixar no passado. O clube também conversou comigo, ninguém passou a mão na minha cabeça. Eu errei", afirmou.

Leia também: Iniesta revela depressão após conquista da Copa do Mundo: "me sentia vazio"

Com o fato ocorrido já no passado, Douglas deve ser tituar no amistoso contra os uruguaios, mas a concorrência na posição é grande, já que Willian, Gabriel Jesus e Richarlison já jogaram pelo lado direito. O gaúcho, no entanto, não vê problemas quanto a isso.

"A seleção sempre teve grandes jogadores, independentemente de ser na minha posição. Quanto mais jogadores, melhor. Eu fico contente e satisfeito de estar aqui e poder disputar posição", ponderou.

O jogador de 28 anos ainda lembrou do seu último gol pela seleção brasileira , justamente contra o Uruguai, no empate em 2 a 2, pelas Eliminatórias da Copa de 2018. Na ocasião, ele foi às redes aos 39 segundos da etapa inicial.

Leia também: Ex-presidente do Sporting é preso suspeito de planejar agressão a jogadores

"É claro que me lembro do gol. Foi importante e faz tempo que não marco pela seleção. Vou buscar esse gol novamente, mas aquele foi especial. Nem lembro se fiz algum mais rápido na carreira", finalizou Douglas Costa .

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.