Andrés Rueda
Reprodução
Andrés Rueda garantiu título do Santos na final da Libertadore

Palmeiras e Santos disputarão no próximo dia 30, no Maracanã, a grande final da Libertadores 2020. Apesar de ter o rival como adversário, Andrés Rueda, presidente do Peixe, mostrou muita confiança e cravou o quarto título do clube na competição.

"Futebol é difícil você prever o resultado final, mas eu tenho muita confiançano nosso clube. A garra que os nosso jogadores estão será o diferencial. A gente vai repetir a história no Maracanã . Eu tenho certeza. A gente vai sair de lá com o nosso tetracampeonato da Libertadores e isso vai dar muita alegria para toda a coletividade santista. Eu estou muito confiante com isso", disse Rueda em entrevista para a BandSports.

O presidente do Santos também projetou a festa da torcida após a possível conquista do título e pediu responsabilidade aos torcedores por conta da pandemia de Covid-19.

Você viu?

"Eu espero que eles aproveitem muito esse momento. Com esse momento trágico que o mundo está vivendo por causa dessa pandemia, que encarem isso com o sentimento de prazer. Que aproveitem e festejem, mas sempre cuidado com a pandemia. Ela está presente. O que eu espero da nossa torcida: que no sábado, dia 30, ela aproveite muito a nossa vitória, mas com responsabilidade nesse sentido, do fundo do coração", pediu o dirigente.

Rueda também comentou a importância do trabalho de José Carlos Peres, afastado do cargo de presidente do clube, na campanha da Libertadores.

"Todos os presidentes comentem erros e acertos, isso é do ser humano. O Peres tem sua participação, ele participou de algumas contratações. Assim como o interino, o Rollo também participou", disse.

"Essa Libertadores, que com certeza a gente vai trazer para a Vila Belmiro, é bem peculiar. Ela passou por três gestões diferentes onde cada uma teve sua participação. Talvez, em matéria de tempo, a nossa é a mais curta, porém não a menos decisiva. Nos últimos dez dias nos passamos trabalhando nisso, para dar uma tranquilidade ao elenco, na parte financeira e junto a Conmebol com a ajuda da CBF e da FPF sobre o problema de arbitragem que tivemos lá", concluu o presidente do Santos .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários