maradona
Divulgação
Maradona estava cansado da vida, disse ex-médico

Em meio ao processo de responsabilização pela morte de Diego Armando Maradona , Alfredo Cahe (seu ex-médico particular) deu sua opinião sobre o assunto. Depois de afirmar de que para ele se tratava de um suicídio, explicou que o craque não queria mais viver e que seus responsáveis não cuidaram dele da maneira adequada.

— A última vez que vi o Diego vivo foi na clínica de Olivos. Ele estava praticamente dopado e dormindo, não pude falar com ele, nem com o psiquiatra, nem com a psicóloga. Imediatamente as portas se fecharam — disse o famoso médico ao programa "Confrontado" .

No entanto, essa não foi a única vez que Cahe tentou visitar seu ex-paciente :

— A única vez que o vi, ele estava dormindo. E na segunda vez que fui vê-lo, o suicídio já havia ocorrido — disse ele, surpreendendo.

Espantado com as palavras de Cahe, os entrevistadores o indagaram sobre isso.

Digo suicídio porque o Diego estava cansado. Todos esses acontecimentos foram consequência de um suicídio — respondeu, e quase sem querer revelar a sua fonte, avisou: — Uma das suas cuidadoras me disse: "Ele não quer mais viver, está cansado da vida, já fizemos de tudo".

Ele assegurou que no último momento da vida de Maradona não havia nenhum médico de família para controlá-lo, e apontou diretamente para a equipe responsável pelo ex-jogador.

— Todo aquele staff que estava com ele desapareceu. Ele tinha uma comitiva, mas não havia nenhum Cahe em sua vida. Naquela manhã, quando ele foi acordado, nenhum médico interveio. Eu não cuidaram dele — concluiu sem rodeios.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários