La Rosa
Reprodução
La Rosa

O italiano  Raffaele Rullo  foi condenado na última quarta-feira à prisão perpétua pelo assassinato do ex-jogador de futebol italiano Andrea La Rosa .

Os juízes da Corte de Apelações de Milão, na Itália, acataram o pedido da procuradora Maura Ripamonti para endurecer a pena de Rullo, que também passará seis meses encarcerado em uma cela individual.

A mãe do italiano, Antonietta Biancaniello, e Rullo respondem pelos crimes de homicídio, ocultação de cadáver e tentativa de assassinato da mulher de Rullo, Valentina Angotti.

Em dezembro de 2017, o corpo de La Rosa, de 35 anos, foi encontrado no porta-malas de um veículo na rodovia Milão-Meda, perto da cidade de Varedo. Os criminosos estavam tentando descartar o corpo do ex-jogador em alguma área afastada. Antes, os criminosos confirmaram que tentaram, mas sem sucesso, dissolver o cadáver com ácido.

Posteriormente, Rullo e Biancaniello confessaram que assassinaram o ex-jogador por não quererem pagar um empréstimo em dinheiro.

La Rosa teve uma carreira discreta em clubes de divisões inferiores da Itália. Após ter se aposentado, o ex-atleta assumiu o cargo de diretor esportivo do Brugherio, equipe da cidade de Monza.

    Veja Também

      Mostrar mais