Richarlison
Divulgação
Richarlison

A morte de um homem negro, de 40 anos, identificado como João Alberto Silveira Freitas , ao ser espancado na porta de um supermercado Carrefour , em Porto Alegre (RS) , na noite desta quinta-feira, revoltou o atacante da seleção brasileira Richarlison , conhecido como "Pombo". O jogador, que já havia se manifestado sobre o apagão do Amapá , voltou a mostrar sua indignação com o ocorrido.

Por meio da sua conta no twitter, o jogador lamentou o fato, que foi filmado em vídeo, e lembrou do Dia da Cosciência Negra , que é celebrado nesta sexta-feira, em São Paulo.

"Parece que a gente não tem saída...Nem no dia da Consciência Negra. Aliás, que consciência? Mataram um homem negro espancado na frente das câmeras. Bateram e filmaram. A violência e o ódio perderam de vez o pudor e a vergonha. George Floyd, João Pedro, Evaldo Santos foram em vão?", questinou Richarlison.

Em outra postagem, o jogador completou: "Covardia demais".

O atleta já tinha se manifestado  após o gol que fez diante do Uruguai , pelas Eliminatórias da Copa do Mundo . Em postagem no twitter, ele escreveu. "Infelizmente o povo do Amapá não vai poder ver meu gol hoje pq não tem luz há DUAS SEMANAS. Estão vivendo dias mt difíceis e espero que resolvam isso logo. Queria dedicar o gol e a vitória de hoje a todos os amapaenses", disse.

Nascido em Nova Venécia e revelado pelo América-MG, o atacante do Everton, em seu primeiro ano como profissional, em 2015, foi peça decisiva para o acesso do Coelho à Série A do Campeonato Brasileiro. Ao longo daquela temporada, disputou 24 partidas, somando nove gols e três assistências.

O atacante também jogou pelo Fluminense, Wattford e atualmente no Everton. Tem 21 jogos e sete gols pela seleção.

    Veja Também

      Mostrar mais