Tamanho do texto

Sem acordo entre Conmebol e Concacaf, o México disputa apenas a Copa Ouro, competição entre as seleções das Américas do Norte e Central

torcedores mexicanos
Reprodução
Mexicanos sentem saudades da Copa América

A Copa América de 2019 trouxe como convidadas as seleções do Japão e do Catar, mas deixou de fora um "intruso" tradicional da competição, o México. A decisão foi tomada em conjunto pela Conmebol e pela Concacaf, que não chegaram em um acordo com relação ao calendário.

Leia também: Mesmo com estádios vazios, Conmebol vê aumento de público na Copa América

A ausência do México na Copa América é lamentada pelos mexicanos, que enxergam na competição sul-americana um nível técnico superior do que a Copa Ouro , que atualmente é disputada pela seleção do país.

"A Copa América para nós é muito importante, pois em determinado momento a jogamos e agora não podemos mais. Nós mexicanos preferiríamos jogar a Copa América do que a Copa Ouro, porque tem muito mais nível. Sentimos saudade da Copa América", afirmou o jornalista Hugo Salcedo, que faz a cobertura do torneio no Brasil pela ' Televisa '.

Apesar de preferir que o México estivesse disputando a competição, Salcedo elogiou as atuações das outras seleções convidadas.

"Me chamou a presença de Catar e Japão , que está sendo boa por suas características de jogo completamente diferentes do que se joga aqui na América. Gostei, me parece ter sido um bom experimento, que a competição ganhou com isso, pois são seleções muito competitivas", completou o jornalista.

Leia também: Messi x torcida: abismo reflete a falta de identificação com a seleção Argentina

Hugo Sánchez
Reprodução
Hugo Sánchez detonou a ausência do México na Copa América

Quem também não aprovou a ausência do México no torneio sul-americano foi um dos grandes ídolos do país, Hugo Sánchez , que fez duras críticas aos dirigentes da federação do país.

"É uma tristeza e uma desilusão. Novamente, me irrito com os dirigentes, porque foram os que tomaram as piores decisões para o desenvolvimento e crescimento do futebol mexicano", disse o ex-atacante, em entrevista à Agência 'Efe'.

"Uma estupidez. Não permitir que a seleção mexicana não participe da Copa América foi uma das decisões mais idiotas que afetaram o futebol mexicano, só para ganhar dinheiro. O financeiro interessa mais a eles que o esportivo. Seguimos parados no mesmo lugar de onde não saímos há muitos anos", esbravejou Sánchez.

Leia também: Repórter colombiana rouba a cena e faz mais sucesso que o Brasil no Morumbi

Yon de Luisa, presidente da federação local (Femexfut), justificou que os mexicanos apenas obedecem ordens das confederações.

"O México não impõe condições à Concacaf e à Conmebol . Desde que haja acordo entre ambas, participaremos felizes. Enquanto isso não acontece, não podemos fazer nada, além de acatar as datas de jogo", disse o dirigente.

"Nós estamos com a Concacaf, mas também temos laços com a Conmebol, já fizemos isso antes. Tomara que seja possível chegar a um bom acordo, mas sendo sincero, não acho que isso esteja próximo", completou o presidente sobre a ausência na Copa América .