Tamanho do texto

Em entrevista coletiva, Fàbregas criticou o ex-comandante por relação com Jorginho. Para o espanhol, Sarri o tratava como um filho.

Fàbregas em ação pelo Chelsea
Reprodução
Fàbregas diz que relação de Sarri e Jorginho impulsionou sua saída

Um dos jogadores mais importantes da história recente do Chelsea, Fàbregas deixou a equipe na janela de janeiro. Porém, em entrevista coletiva concedida na última quinta-feira, o meia disse que seus planos iniciais não eram sair do clube inglês. Segundo ele, a decisão foi tomada por conta da postura do treinador Maurizio Sarri com o também meia Jorginho.

Leia também: Torcedores de Arsenal e Chelsea protagonizam episódios racistas na Europa

Sem citar nomes,  Fàbregas deu a entender que o  Sarri protegia o ítalo-brasileiro contratado em julho de 2018.  Essa proteção levou o espanhol à perder espaço dentro do time, sendo muitas vezes preterido por Jorginho . "Para mim, era difícil jogar em todas as partidas, e isso era o que eu queria. Eu amo futebol. Não quero estar feliz só de estar no Chelsea", afirmou o espanhol. 

Leia também: Meia do Chelsea é detido embriagado após se envolver em acidente

No intuito de evitar polêmicas, o meia desconversou durante a coletiva, afirmando que precisava de novos objetivos e desafios na carreira. "Seja lá qual for a razão, mesmo se eu fosse melhor ou alguém fosse melhor, era impossível jogar todas as partidas. Por isso decidir vir para um projeto diferente que me dá tanto prazer", explicou.

A proximidade entre Sarri e Jorginho é notável. Os dois estiveram lado a lado no Napoli por três temporadas. Lá, o técnico fez com que o meia se tornasse um dos melhores do mundo na posição. Após ser contratado pelo Chelsea, a primeira exigência de Sarri foi que a diretoria trouxesse Jorginho para fazer parte do elenco.

Maurizio Sarri observando uma partida do Chelsea
DIVULGAÇÃO/CHELSEA
Após assumir o Chelsea, Sarri colocou Fàbregas no banco de reservas

Leia também: Sarri reclama de calendário 'pesado' do Chelsea e pede ajuda da Premier League

 De fato, desde a chegda de Jorginho, o espanhol perdeu espaço no Chelsea. Sob o comando de Sarri,  Fàbregas disputou apenas 16 jogos na temporada, 10 deles como titular. Enquanto isso, Jorginho foi titular absoluto da equipe, mesmo sendo duramente criticado pelas atuações abaixo do esperado. Agora no Monaco, Fàbregas goza de prestígio com o técnico Thierry Henry e é titular da equipe. 

    Leia tudo sobre: Futebol