Tamanho do texto

Em entrevista, atacante de 31 anos revela que não joga mais pela Albiceleste, onde fez 31 gols em 75 jogos: "Agora só acompanho de fora"

Atualmente no Chelsea e sem viver seu melhor momento na carreira, o atacante Gonzalo Higuaín não foi convocado por Lionel Scaloni para defender a Argentina nos últimos amistosos - e não deve mais voltar a vestir a camisa Albiceleste.

Leia também: Gol de Messi em 2006 é eleito o mais bonito da história do Barcelona; assista

undefined
Divulgação
Higuaín anuncia aposentadoria da seleção: "Meu ciclo acabou"

Isso porque, em entrevista ao canal Fox Sports da Argentina, Higuaín falou sobre o tema e deu a entender que se aposentou da seleção, onde sempre foi muito criticado por perder gols decisivos.

“Agora só acompanho de fora. Creio que o meu ciclo na seleção acabou. Quero desfrutar da família. Para alegria de muitos, e de outros nem tanto. Agora vocês (imprensa) não precisam mais se preocupar se estou ou não na convocação”, afirmou.

Leia também: Revista inglesa elege os dez melhores atacantes do mundo e 'esquece' CR7

“Quando Scaloni assumiu o cargo tive uma conversa franca e deixei claro o meu ponto de vista. Acredito que a decisão está tomada e não volto atrás”, acrescentou o atacante.

Por fim, o jogador de 31 anos disparou contra os críticos: "Marquei o gol contra a Bélgica em 2014, e a Argentina não ia às semifinais há não sei quantos anos. As pessoas lembra-se dos erros, mas não dos gols que marcamos. Todos esses críticos gritaram esse gol contra a Bélgica. Sei como funciona este mundo, mas nunca fiz mal a ninguém".

Leia também: Manchester United confirma efetivação de Solskjaer e contrato de três anos

Gonzalo jogou a última Copa do Mundo

Ao todo, Gonzalo Higuaín entrou em campo 75 vezes pela Argentina e marcou 31 gols. Gols perdidos nas finais da Copa América e Copa do Mundo fizeram com que 'Pipita' sempre fosse contestado.

    Leia tudo sobre: futebol