Tamanho do texto

Estádio é dividido por Milan e Inter de Milão que estão de acordo em demolir o espaço para a construção de uma Arena mais moderna

O estádio San Siro, um dos mais tradicionais da Itália, é dividido por Milan e Inter de Milão
Reprodução
O estádio San Siro, um dos mais tradicionais da Itália, é dividido por Milan e Inter de Milão

Um dos mais tradicionais estádios da Itália, o San Siro deverá ser demolido para a construção da nova arena do Milan e da Inter de Milão. No entanto, o caso está gerando uma grande polêmica no país, já que as autoridades são contra a demolição.

Leia também:  Campeão do mundo com a França volta a criticar Neymar: "venderia agora"

Segundo o jornal da Itália "Gazzetta dello Sport", as diretorias do Milan e da Internazionale finalmente chegaram a um acordo para a construção de um novo estádio compartilhado em Milão. Porém, o projeto prevê a demolição do San Siro, já que a arena será levantada na atual área de estacionamento do Giuseppe Meazza.

O clube rossonero foi quem deu a ideia de demolir o San Siro e construir uma nova arena do zero. A Inter, por sua vez, preferia apenas restaurar o atual estádio das duas equipes.

De acordo com o Milan, o objetivo é que o novo estádio já esteja pronto para a temporada 2023/24. A decisão ainda passará pela aprovação da prefeitura de Milão.

O prefeito, Giuseppe Sala, já afirmou que prefere apenas uma reforma do San Siro, mas ele deverá ceder ao desejo dos dois times italianos.

Leia também:  CBF rejeita pedido da Chapecoense para adiar jogo por morte de Henzel

O ex-prefeito da capital lombarda Gabriele Albertini revelou nesta quarta-feira (27) que não está de acordo com a demolição do San Siro . "Eu não concordo tanto em demolir San Siro, uma estrutura que tem muita história e ainda tem uma função", declarou Albertini.

A secretária de Esportes de Milão, Roberta Guaineri, declarou que o San Siro é um estádio "histórico", mas o "progresso não pode ser bloqueado" se houver a possibilidade de "criar realidades mais belas, inovadoras e fascinantes".

O ex-jogador e ídolo da Inter de Milão, Alessandro Mazzola, afirmou que já "passa mal só de sentir" o tradicional estádio sendo demolido.

Chefiado pelo subprefeito do Município 7 de Milão, Marco Bestetti, foi criado hoje (27) na capital um comitê contra a demolição do San Siro. O projeto está sendo promovido por secretários dos partidos Força Itália (FI), Liga e Milão Popular.

Leia também: Campeão em 78 com a Argentina critica Messi: "só serve para ganhar dinheiro"

Inaugurado em 1926, o estádio Giuseppe Meazza, popularmente conhecido como San Siro, passou pela sua última grande reforma no final dos anos 1980, quando fez o terceiro anel, realizado em função da Copa do Mundo de 1990, disputada na Itália .

    Leia tudo sobre: Futebol