Tamanho do texto

A entidade também anunciou o fim da Copa das Confederações e do formato atual do Mundial de Clubes, que será disputado até 2020

A Fifa anunciou o novo formato do Mundial de Clubes, que será disputado a partir de 2021
Reprodução
A Fifa anunciou o novo formato do Mundial de Clubes, que será disputado a partir de 2021

A Fifa anunciou, nesta sexta-feira (15), a criação do novo Mundial de Clubes, que agora será disputado a cada quatro anos, com 24 times disputando. A primeira edição do novo torneio será realizada em 2021, ainda sem local definido.

Leia também: Fifa amplia suspensão de dirigente acusado de encobrir casos de abuso sexual

Neste novo formato, o Mundial de Clubes terá oito representantes da Europa, seis da América do Sul e as vagas restantes serão divididas entre os outros continentes. Os critérios para classificação para o campeonato serão definidos pelas confederações de cada continente.

"Houve muitas discussões construtivas, com o presidente da Uefa. Estamos avançando nesse assunto. Temos a responsabilidade de tomar decisões, e tomamos a decisão, e nas próximas semanas essas discussões vão dar frutos. Hoje há clubes que representam mais do que uma cidade, um país. Há clubes que são internacionais, têm fãs por todos os lados. Será importante para eles tentar ser campeões mundiais", disse o presidente da Fifa , Gianni Infantino .

Leia também: Por irregularidades, Fifa proíbe o Chelsea de contratar jogadores até 2020

Com as mudanças, o novo Mundial substituirá não apenas o atual formato, como também a Copa das Confederações, torneios considerados fracassos de público e até de qualidade técnica, e que deixarão de existir.

As novidades, porém, não devem ser bem recebidas por grandes clubes da Europa. Por meio de carta enviada para a Fifa, a Associação de Clubes Europeus (ECA, em inglês) informou que boicotará o torneio.

Na carta, assinada por times como Juventus, Real Madrid, Ajax, PSG, Barcelona, Bayern de Munique, Manchester United e Benfica, a entidade afirma ser "frontalmente contra a aprovação de um novo Mundial de Clubes neste momento e confirma que nenhum membro da ECA vai disputar essa competição".

Antes do início da disputa do novo formato do Mundial, duas edições no modelo antigo, com sete clubes ainda serão realizadas, em 2019 e 2020.

Leia também: Nantes entra com recurso na Fifa para cobrar dinheiro de transferência de Sala

Além das mudanças no Mundial de Clubes , os membros da entidade aprovaram o aumento do número de participantes na Copa do Mundo de 32 para 48 já para a edição de 2022, no Catar. O projeto, porém, ainda depende de uma aprovação no Congresso da Fifa que será realizado em junho.

    Leia tudo sobre: Futebol