undefined
Twitter/Reprodução/Divulgação
Cristiano Ronaldo em campo pela seleção de Portugal

Fora da seleção de Portugal desde a eliminação na Copa do Mundo na Rússia em 2018, Cristiano Ronaldo explicou, em entrevista para a DAZN, os motivos que o afastaram do time nacional.

Leia também: Estudo aponta CR7 'imune' à pressão durante os jogos e Neymar muito afetado

Após o Mundial, Cristiano Ronaldo se apresentou à Juventus , sua nova equipe, e para facilitar sua adaptação, solicitou ao treinador da seleção portuguesa que não o convocasse para os amistosos que ainda seriam realizados em 2018.

“Sinto-me bem. Foi um processo de adaptação ao clube. Tive uma conversa com o treinador, com o presidente também, e senti que era hora de parar na seleção, porque era um país novo, uma cultura diferente, tive uma mudança grande, a minha família, os meus filhos. Queria assentar um pouco, treinar, concentrar-me para poder começar bem no clube. Tínhamos terminado a Copa e dois meses depois voltaríamos a jogar”, explicou CR7.

Leia também: Mãe de CR7 o defende de estupro: "Quando ela foi lá, não era pra jogar cartas"

Já adaptado ao novo clube e a nova liga, o português revelou que deve voltar a defendeu Portugal em 2019 e mira a classificação para a Euro 2020.

“O treinador percebeu a minha ideia, percebeu o que eu queria fazer, mas obviamente que este ano é um conceito diferente. Já estou habituado ao Campeonato Italiano e ao país e por isso, nos próximos jogos, espero dar a minha contribuição à seleção, porque também sinto falta, é a minha casa, e quero ajudar Portugal a se classificar para a Eurocopa de 2020.”

Eleito cinco vezes o melhor jogador do mundo, Cristiano elegeu o Campeonato Italiano como o mais difícil para marcar gols que já disputou.

“As coisas têm corrido bem, mas na liga italiana é mais difícil marcar do que na Liga espanhola. A liga espanhola é muito mais aberta, as equipes arriscam mais, aqui não tanto. Aqui a prioridade é defender bem, depois atacar. E a liga inglesa também, joguei lá cinco anos. A liga mais difícil para fazer gols é a italiana”.

undefined
Reprodução/ Twitter
Cristiano Ronaldo comemora gol pela Juventus

O camisa 7 da Velha Senhora falou também sobre o confronto desta terça-feira (12) contra o Atlético de Madrid pela Liga dos Campeões. Apesar da vitória dos espanhóis por 2 a 0, CR7 mostrou confiança.

Leia também: Cristiano Ronaldo admite fraude e faz acordo milionário com Justiça espanhola

“O Atlético de Madrid disputou duas finais da Champions nos últimos quatro anos. É uma equipe candidata ao título desta edição. Sabemos que será difícil, mas, se a Juventus jogar bem, consegue passar de fase”, disse Cristiano Ronaldo .

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários