Tamanho do texto

Dolores Aveiro diz acreditar na versão do filho sobre o que aconteceu entre ele e a ex-modelo Kathryn Mayorga, num cassino de Las Vegas em 2009

Dolores Aveiro, mãe de CR7, comentou sobre caso de estupro
Reprodução
Dolores Aveiro, mãe de CR7, comentou sobre caso de estupro

Nesta quinta-feira (07), o jornal britânico Daily Mail publicou uma declaração da mãe de Cristiano Ronaldo, Dolores Aveiro, em que ela isenta o filho de culpa do caso de estupro contra a modelo Kathryn Mayorga, no qual o jogador tem sido acusado.

Leia também:  Entenda como é o tratamento inovador com plasma usado em Neymar

“Quando ela foi lá, não era para jogar cartas. Foi para fazer alguma coisa. Eu conheço o filho que tenho. Confio nele quando se trata do que aconteceu”, disse Dolores sobre o caso de estupro durante um lançamento de relações públicas em Lisboa, Portugal.

Depois do evento em que deu a declaração, Dolores se dirigiu a Turim, na Itália, para comemorar o aniversário do atacante da Juventus. Cristiano Ronaldo completou 34 anos na última terça-feira (05).

Essa não foi a primeira vez que a mãe de Cristiano se manifesta sobre o caso. Em outubro do ano passado, pouco depois da acusação de estupro se tornar pública, Dolores Aveiro e sua filha Kátia Aveiro postaram uma montagem do jogador com roupas do Super-Homem nas redes sociais e pediram para que os fãs orassem por ele para que houvesse justiça.

O caso veio à tona em setembro quando a própria Mayorga concedeu uma entrevista a revista alemã Der Spiegel e contou que foi paga para abafar o caso de estupro ocorrido em Las Vegas, Estados Unidos, no ano de 2009.

Leia também: Com projeto de 10 milhões de euros, Ronaldo anuncia novidades no Valladolid

Desde então diversas notícias foram vinculadas sobre o assunto e Cristiano Ronaldo negou veementemente todas as acusações. “Eu nego com firmeza as acusações que estão sendo feitas contra mim. O estupro é um crime abominável que vai contra tudo o que sou e acredito”, disse o atleta.

A Juventus, clube que o português defende desde o início da temporada 2018/19, se manifestou em apoio ao camisa 07 e disse acreditar que as acusações eram falsas.

Em janeiro, a polícia dos Estados Unidos solicitou uma amostra de DNA de Cristiano Ronaldo para dar prosseguimento ao caso de Mayorga. Os detetives responsáveis pelo caso teriam perdido as provas que a ex-modelo entregou e novas evidências precisaram ser coletadas.

Mayorga agora é professora e ganhou apoio de uma ex-namorada de CR7 no mês passado. Jasmine Lennard disse que tinha áudios comprometedores do atleta e até chegou a dizer que ele é um ‘perseguidor e mentiroso’. A britânica se juntou ao caso de estupro aberto por Kathryn e a polícia americana segue responsável pela investigação.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.