Tamanho do texto

A entidade defendeu a decisão do árbitro ao assinalar o pênalti que deu a classificação para o Manchester United em cima do PSG

Neymar observa árbitro que, após analisar o vídeo, deu pênalti que culminou na eliminação do PSG para o Manchester United nas oitavas de final da Champions League
Divulgação
Neymar observa árbitro que, após analisar o vídeo, deu pênalti que culminou na eliminação do PSG para o Manchester United nas oitavas de final da Champions League

A rodada desta semana da UEFA Champions League foi repleta de emoções e resultados surpreendentes, como a eliminação do Real Madrid para o Ajax e a virada do Manchester United sobre o PSG.

Leia também: Neymar tentou invadir vestiário dos árbitros após eliminação do PSG, diz TV

O que também não faltou foi polêmica, principalmente nas utilizações do árbitro de vídeo, que foi decisivo no resultado dos confrontos das oitavas de final da Champions League . Por conta disso, a UEFA se manifestou nesta sexta-feira (08) e explicou as decisões dos árbitros em cada partida.

PSG x Manchester United

O pênalti de Kimpembé foi o lance mais polêmico da rodada
REPRODUÇÃO / UEFA
O pênalti de Kimpembé foi o lance mais polêmico da rodada

O jogo estava 2 a 1 para o ingleses, que ainda precisavam marcar mais um gol para conquistar a classificação, quando nos acréscimos o juiz marcou pênalti após chute de Diego Dallot bater braço de Kimpembé.

“O VAR , depois de checar vários ângulos diferentes disponíveis para ele, recomendou ao árbitro uma revisão dentro de campo. Com a revisão no campo, o árbitro confirmou que a distância que a bola viajou não foi curta e que o impacto, portanto, não era esperado. O braço do defensor não estava próximo ao corpo, o que fez o corpo do defensor maior, resultando na bola ser impedida de seguir em direção ao gol”, explicou a entidade.

Leia também: Sergio Ramos e presidente do Real têm discussão ríspida no vestiário após queda

Roma x Porto

Os lances polêmicos da partida entre Porto e Roma
REPRODUÇÃO / UEFA
Os lances polêmicos da partida entre Porto e Roma

Quem também se classificou após pênalti marcado com o auxílio do VAR foi o Porto, que derrotou a Roma por 3 a 1 na prorrogação.

O árbitro de vídeo primeiramente se certificou que não houve impedimento no lance com uma linha colocada digitalmente no campo e então recomendou que o árbitro verificassse umpossível puxão de Florenzi dentro da área.

“A revisão convenceu o árbitro de que o pênalti deveria ser concedido pela infração de agarrar", explicou a UEFA.

Os italianos reclamaram também de um pênalti no final da partida, mas o VAR analisou e descartou a necessidade de revisão do juiz.

"O árbitro foi informado pelo VAR que, após a checagem, não houve erro claro e óbvio e que não havia motivo para interferência do VAR ou revisão no campo”, disse a entidade.

Real Madrid x Ajax

Real Madrid reclama de saída de bola no lance do terceiro gol do Ajax
REPRODUÇÃO / UEFA
Real Madrid reclama de saída de bola no lance do terceiro gol do Ajax

Apesar da goleada por 4 a 1, a equipe espanhola se queixou da atuação do VAR na marcação do terceiro gols dos holandeses, anotado por Tadic. No princípio da jogada, Mazraoui deu um carrinho para evitar que a bola saísse, e o árbitro, após consultar o vídeo, entendeu que a redonda não saiu por inteira.

Leia também: Imprensa francesa critica Neymar e Buffon após eliminação do PSG na Champions

“Não havia evidência conclusiva de que a bola teria ficado inteiramente fora de jogo em todos os ângulos de vídeo e imagens que foram cuidadosamente analisados pelo VAR. Consequentemente, o árbitro acertou em não intervir e confirmar o gol”, finalizou a UEFA sobre as polêmicas da semana na Champions League .