Tamanho do texto

O VAR foi consultado em cinco situações nas duas partidas dessa quarta-feira. O recurso começou a ser usado na Champions a partir das oitavas

Sterling marcou o último gol contra o Schalke 04, sem auxílio do VAR
Reprodução
Sterling marcou o último gol contra o Schalke 04, sem auxílio do VAR

Na rodada das oitavas de final que o árbitro de vídeo – VAR foi mais utilizado, o Schalke 04 perdeu do Manchester City por 3 a 2. Já o grande jogo entre Atlético de Madrid e Juventus ficou 2 a 0 para o time da casa.

Leia também:  Khedira passa por cirurgia no coração e desfalca a Juventus por um mês

O jogo na Alemanha foi marcado pela atuação do VAR . Aos 16 minutos do primeiro tempo, o City se lançou ao ataque e, após uma saída de bola errada do goleiro Fahrmann, Aguero abriu o placar para os visitantes.

O lance foi contestado pelos alemãos por uma falta no início da jogada do City, mas o árbitro confirmou o gol. Aos 31 minutos, a bola bateu no braço de Otamendi dentro da área e o árbitro, com ajuda do VAR, marcou pênalti. Bentaleb converteu a cobrança e empatou a partida.

Aos 42 minutos, Fernandinho segurou Sané na área em cobrança de falta e novamente foi assinalado pênalti. Bentaleb converteu e colocou o time alemão na frente do placar.

Na volta do intervalo, o City voltou mais incisivo, porém não conseguiu marcar o gol do empate. Aos 22 minutos Otamendi foi expulso após tomar o segundo cartão amarelo.

Leia também:  Documentário sobre reconstrução da Chapecoense abre festival na Espanha

Apesar de ter um a menos, os ingleses seguiram melhor na partida e aos 40 minutos Sané empatou a partida em cobrança de falta. Aos 44 minutos, Sterling marcou o gol da virada do Manchester City

Jímenez comemora gol do Atlético de Madrid em rodada marcada pelo VAR
Getty Images
Jímenez comemora gol do Atlético de Madrid em rodada marcada pelo VAR

O ‘grande jogo’ do dia entre Atlético de Madrid e Juventus também teve atuação do árbitro de vídeo no primeiro tempo. Em lance envolvendo Sciglio e Diego Costa, o árbitro inicialmente marcou pênalti, mas o lance foi fora da área. Ao consultar o VAR, o juiz voltou atrás e marcou apenas a falta.

Fora a remarcação de pênalti, no primeiro tempo apenas uma cobrança de falta de Cristiano Ronaldo, e uma de Griezmann, colocaram perigo para os goleiros. A partida foi bem jogada, mas as equipes ocuparam mais o meio de campo.

Na volta do intervalo a partida ficou mais agitada. Diego Costa teve boa chance aos quatro minutos e aos sete, Griezmann mandou uma bola no travessão. Aos 29 minutos, Morata marcou um gol de cabeça, mas o juiz verificou o lance no VAR e anulou por falta em Chiellini.

Mas aos 32 minutos, Jímenez finalmente abriu o placar para os donos da casa depois de cobrança de escanteio. Cinco minutos depois, Godín marcou o segundo gol da partida.

Leia também:  Marcelo se reúne com diretoria do Real e pode estar a caminho da Juventus

A volta das partidas dessa quarta-feira acontecem no próximo dia 12 de março. Juventus e Atlético de Madrid se enfrentam no Juventus Stadium, em Turim, e o Manchester City recebe o Schalke 04 no Etihad Stadium. Lembrando que o VAR continuará na Liga dos Campeões até a final no dia 01 de junho, na Espanha.

    Leia tudo sobre: Futebol