Tamanho do texto

Atacante de 18 anos que está no Santos, mas irá para o clube Merengue no meio do ano, tem se destacado no Sul-Americano sub-20 com a seleção

O atacante Rodrygo, de apenas 18 anos, se juntará ao Real Madrid em junho, mas desde já a imprensa espanhola o acompanha. O jogador que ainda veste a camisa do Santos foi procurado pelo jornal As após a vitória sobre a Bolívia por 1 a 0, no Sul-Americano sub-20, no Chile, nesta sexta-feira, e falou sobre a campanha brasileira até aqui na competição, além de rasgar elogios ao seu futuro companheiro, Vinicius Júnior.

Leia também: Rodrygo, do Santos, sonha com seleção e em ser melhor do mundo

Rodrygo tem sido o destaque da seleção brasileira sub-20 no Sul-Americano da categoria
CBF
Rodrygo tem sido o destaque da seleção brasileira sub-20 no Sul-Americano da categoria

"Estou muito feliz porque tudo foi muito difícil. O nível de todas as equipes foi fantástico no Sul-Americano. Nos dois grupos houve espera até o fim para definir os classificados", afirmou Rodrygo , além de elogiar outro jovem brasileiro, Vinicius Júnior.

"Vini é um grande, é um deleite, está jogando como o craque que é", disse, mas ressaltou que ainda "não pensa" na dupla que fará com o ex-flamenguista nos próximos meses. Apesar disso, o craque mostrou-se empolgado para jogar na Europa, porém garante foco na seleção brasileira e no torneio sul-americano no momento.

Leia também: Jornal inglês inclui três brasileiros em lista de jogadores da "nova geração"

"Gostei da partida contra a Bolívia e contra a Venezuela, em que pude marcar e ser decisivo. Estou conforme meu jogo, mas não me basta", ponderou o jovem, que sofreu o pênalti que originou a vitória verde e amarela.

"Acredito que me fizeram dois pênaltis [contra a Bolívia]", opinou, rindo. "Girei rápido e depois o defensor encostou em mim. No segundo tempo passou algo similar com o goleiro, mas o juiz não deu a falta. Não tem problema, respeito as decisões dos árbitros", completou.

O Brasil está classificado para a próxima fase ao lado de Venezuela, Colômbia e Equador - restam ainda duas vagas. E, de acordo com a publicação espanhola, é o jovem santista que determinará onde a seleção vai chegar na competição.

Leia também: Após perder De Jong, PSG quer dar o troco no Barcelona e mira em Coutinho

"O Brasil chegará neste Sul-Americano até onde chegarem as forças de Rodrygo , que colocou nas costas 356 minutos em uma semana [quatro partidas]", disse parte do texto. "É um Brasil em que o único 'jogo bonito' é feito por Rodrygo", diz também no final.