Tamanho do texto

Com a saída do Reino Unido da União Europeia, Bale virará estrangeiro. Na Espanha são aceitos três jogadores não-comunitários por equipe titular e esse número favoreceria jogadores há mais tempo na equipe merengue

Vinicius Junior pode ser afetado pelo Brexit
Divulgação/FIFAcom
Vinicius Junior pode ser afetado pelo Brexit

A saída do Reino Unido da União Europeia, o chamado Brexit, pode interferir no Campeonato Espanhol e afetar a permanência de Vinicius Junior na equipe titular do Real Madrid.

Leia também:  Premier League precisará reduzir número de estrangeiros até 2020. Entenda

Caso o Brexit  não seja aprovado pelo parlamento inglês nos próximos três meses, os jogadores britânicos que atuam fora do Reino Unido entrarão para a lista de não-comunitários, ou seja, jogadores considerados estrangeiros e que precisaram atender a normas específicas.

Em cada país da União Europeia existe um número máximo de jogadores estrangeiros em seu elenco principal. Na Espanha, em questão, são três os jogadores não-comunitários (sem estarem no bloco econômico).

No elenco do Real Madrid atualmente os brasileiros Vinícius Junior e Casemiro, além do uruguaio Federico Valverde ocupam essa lista. Porém, se o Brexit realmente acontecer, Bale também será considerado um estrangeiro e o time merengue excederá o número permitido pela La Liga.

Caso esse cenário se confirme, o brasileiro Vinícius Junior teria que atuar apenas pelo Real Madrid B. Na segunda divisão, a Federação Espanhola de Futebol aceita até quatro jogadores não-comunitários.

O problema é que o brasileiro de 20 anos tem se destacado na equipe principal e já conquistou o carinho e apoio dos torcedores e de toda a mídia do país. Perdê-lo implicaria no desempenho do time.

Leia também:  Agora do mesmo lado, Chiellini diz que CR7 destruiu muitos de seus sonhos

A fim de não ser prejudicado, o Real Madrid tem um plano. A equipe merengue quer que o brasileiro Casemiro tire seu passaporte espanhol e assim ceda um lugar na lista de não-comunitários a Vinicius Junior. O meio-campista deu entrada na papelada para requerer a nacionalidade espanhola há alguns meses, mas ainda não foi aceito.

O prazo curto de aprovação do Brexit não preocupa tanto o Real Madrid . Já que assim que Casemiro conseguir seu passaporte espanhol, o seu status dentro da equipe muda automaticamente.

Lembrando que a equipe principal do Real Madrid tem ainda outros jogadores que pertencem a países fora da União Europeia, como o brasileiro Marcelo. Porém, nesse caso, o lateral tem dupla nacionalidade e não se enquadra nos não-comunitários, assim como Keylor Navas e Mariano Díaz.

Leia também:  "Nunca vou esquecer meu 1º gol que teve passe de Ronaldinho", diz Messi

Apesar de toda a indecisão, o representante de Bale, Jonathan Barnett, está confiante de que a questão se resolverá e o galês não precisará sair do Real Madrid. Além de Gareth Bale, outro jogador britânico que está sob-risco na Espanha por causa do Brexit é o meio-campista Robert, do Girona.

    Leia tudo sobre: Futebol