Tamanho do texto

Meia completou 6 meses de Barça e já recebeu elogios do craque e também da imprensa local; em entrevista, ele falou sobre sua relação com Neymar

Arthur chegou ao Barcelona no meio de 2018 e já pode ser considerado uma das mais importantes peças de Ernesto Valverde, técnico da equipe. As boas atuações têm encantado a torcida e também a imprensa espanhola, mas os elogios de um nome em especial fez o brasileiro se abalar: Lionel Messi.

Leia também: Paulinho é comprado por time chinês e se torna a 3ª maior venda do Barcelona

Arthur e Messi se cumprimentam durante partida do Barcelona
Divulgação
Arthur e Messi se cumprimentam durante partida do Barcelona

"É a mesma coisa que tomar um choque na tomada, porque eu não realmente não esperava. É um cara que você admira e, na minha opinião e na opinião de muitos, é o melhor jogador da história. Acho que isso me deu muita confiança, me ajuda durante os treinamentos e jogos", revelou Arthur em entrevista ao programa "Esporte Espetacular", da TV Globo .

"Se o melhor do mundo te elogia, acho que te dá uma confiança extra, né? Então, sou muito grato a ele pelas palavras e pelas atitudes que tem comigo e com todos no vestiário. Eu queria que vocês tivessem a oportunidade de ver ele treinando, porque aí iriam entender a dimensão do que é o Messi ", acrescentou.

O meio-campista que também já faz parte do grupo da seleção se destacou durante a temporada de 2017 com a camisa do Grêmio, quando foi um dos pilares da equipe comandada por Renato Gaúcho e conquistou a Copa Libertadores da América. Quando perguntado sobre o treinador, o camisa 8 do Barça não poupa elogios.

"Ele foi quem me lançou no profissional, foi quem confiou no meu trabalho, me deu continuidade. Então, sou muito grato a ele e, por mais que ele demonstre esse lado brincalhão, é um cara muito sério no trabalho, bem centrado, que estuda apesar de muitas pessoas falarem que não. Ele estuda futebol e tem a vantagem de já ter sido jogador, sabe realmente o que acontece ali e sabe realmente a cabeça do jogador", garantiu.

Leia também: Renato Gaúcho passa bem após cirurgia de 4 horas no coração: "Já está brincando"

Arthur disputa jogada com Modric, eleito melhor jogador do mundo em 2018
Divulgação
Arthur disputa jogada com Modric, eleito melhor jogador do mundo em 2018

Sobre ser enaltecido pela imprensa local, o meia foi enfático: "Fico feliz por esse carinho, por esse reconhecimento do trabalho, esses elogios. Quem não gosta de elogios? Adoro elogios. Certas vezes críticas construtivas ajudam o seu trabalho também. Então, eu não vejo muito, mas realmente nesse início me deram um pouco de destaque, os jornais, imprensa, e fico feliz com isso".

Deu tempo também do jogador de 22 anos falar sobre o relacionamento com Neyma r . Para ele, o camisa 10 do PSG e da seleção brasileira é um cara simples e contou sobre a relação entre os dois até nos jogos de videogame.

"A relação começou na seleção. É um cara muito simples, muito brincalhão, e acho que o santo bateu. A gente se tornou bem próximo. Tem me ajudado muito na seleção. A gente trouxe para o lado pessoal também como amigo, não como colega de trabalho", revelou.

"Quando veio aqui ele me ligou para a gente jantar, fazer alguma coisa, se ver. E na internet fico sempre jogando (videogame) com ele. A gente se fala diariamente quase. Quando joga do meu lado ele ganha. Quando joga contra mim, perde (risos)", concluiu.

Arthur brinca com Neymar durante treinamento da seleção brasileira
Pedro Martins / MoWA Press
Arthur brinca com Neymar durante treinamento da seleção brasileira

Leia também: Torcedor do Chelsea é banido dos estádios após comportamento homofóbico

Herdeiro da mítica camisa 8 do Barcelona, Arthur já foi comparado tanto a Iniesta, ex-dono do fardamento, quanto a Xavi Hernández. Claro que falta muito para chegar ao nível dos espanhóis, mas o início tem sido muito importante no esquema montado por Valverde e certamente assim será na seleção brasileira.

    Leia tudo sobre: futebol