Tamanho do texto

Técnico do Grêmio precisou corrigir uma arritmia cardíaca e foi submetido a procedimento cirúrgico neste sábado; previsão é que segunda ele tenha alta

O técnico do Grêmio, Renato Gaúcho, passou por uma cirurgia no coração neste sábado, em Porto Alegre, para corrigir uma arritmia cardíaca (alteração no ritmo das batidas do coração), e já está em recuperação. Ele deve permanecer internado por dois dias.

Leia também: Maradona recebe alta após suspeita de hemorragia: "Não aconteceu nada"

Renato Gaúcho, técnico do Grêmio, passou por cirurgia no coração
Divulgação
Renato Gaúcho, técnico do Grêmio, passou por cirurgia no coração

O procedimento cirúrgico foi realizado no Hospital Moinhos de Vento e durou mais de quatro horas. Após a realização, o médico Leandro Zimmermann, responsável pelo ato, concedeu uma entrevista coletiva ao lado do médico do Grêmio, Paulo Rabaldo, e do superintendente do hospital, Evandro Moraes, para passar a situação de Renato Gaúcho .

"O Renato tinha uma arritmia do coração , chamada fibrilação atrial. Não era algo que causava algum risco imediato de vida. Mas é algo que eventualmente poderia trazer mais problemas no futuro, uma questão de se sentir mal, alguns riscos. Então se optou por fazer esse procedimento, uma cauterização de algumas regiões do coração", afirmou Zimmermann.

Leia também: Cruzeiro se pronuncia sobre 'caso Arrascaeta' e detona empresário do jogador

"Foi absolutamente tranquilo, o resultado foi muito bom. A gente pretendia fazer um isolamento de quatro veias de uma parte do lado esquerdo do coração, isso foi atingido. Ele está acordado, conversando, já está brincando", acrescentou e disse que o treinador lembrou do gol no Mundial de Clubes de 1983, pelo Grêmio .

"Falamos: mexe o pé direito, mexe o pé esquerdo, na recuperação após a cirurgia. Quando chegou no esquerdo ele falou: 'este foi o do gol de Tóquio'", afirmou Rabaldo. O gol em questão foi diante do Hamburgo, da Alemanha, naquela que é a maior conquista da história do tricolor gaúcho.

Leia também: Vasco confirma falta de água em São Januário por conta de dívidas

Ainda segundo a equipe médica, o comandante ficará na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) por 24 horas, em observação. Depois irá para o quarto por mais 24 horas e na segunda-feira deve receber alta. Para evitar coagulação no sangue, Renato Gaúcho terá de tomar medicamentos nos próximos meses e não poderá praticar atividades físicas intensas.

    Leia tudo sobre: futebol