Tamanho do texto

Obra vendeu cerca de 100 mil cópias, segundo instituto responsável por fazer a contabilidade; "Un Capitano" foi lançado no fim de setembro

A autobiografia do ex-jogador e atual diretor da Roma, Francesco Totti, ficou entre os 10 livros mais vendidos da Itália em 2018. A obra, escrita em parceria com o jornalista Paolo Condó, conseguiu a nona colocação da lista, com cerca de 100 mil exemplares vendidos, segundo o instituto de pesquisa Nielsen.

Leia também: Jogador de clube grande da Inglaterra é flagrado cheirando cocaína em boate

Francesco Totti lançou autobiografia em setembro de 2018 e mesmo assim fechou ano entre os livros mais lidos da Itália
DIVULGAÇÃO/ROMA
Francesco Totti lançou autobiografia em setembro de 2018 e mesmo assim fechou ano entre os livros mais lidos da Itália

"Un Capitano (Um Capitão, em tradução livre) foi lançado no último dia 27 de setembro e relata a trajetória de Totti , camisa 10 giallorosso, que defendeu o clube da capital por mais de 24 anos e liderou o time na conquista de seu último "scudetto", em 2001.

Leia também: Torcedor do Chelsea é banido dos estádios após comportamento homofóbico

Ao todo, foram mais de 780 partidas, 307 gols e cinco títulos com a  Roma . A obra relata a infância do craque, que estreou na equipe profissional contra o Brescia, em 1993, os primeiros clássicos, o primeiro gol, a conquista da Copa do Mundo da Alemanha, em 2006, e detalhes da vida pessoal do jogador, que se aposentou em 2017.


Leia também: Pai de Falcao Garcia morre após passar mal em partida de tênis na Colômbia

A primeira colocação da lista em que o livro de Totti apareceu ficou com "A Amiga Genial", da escritora anônima que adota o pseudônimo de Elena Ferrante. "O Método Catalanoti" , do escritor Montalbano Camilleri, ficou com o segundo posto e "A menina com a Leica", de Helena Janeczek, ficou com a terceira colocação.

    Leia tudo sobre: futebol