Tamanho do texto

Grande favorito na final, o Real Madrid pregou seriedade durante preparação para a partida. River e Kashima fazem disputa de 3° e 4°

Real Madrid e Al Ain fazem a final do Mundial de Clubes
Reprodução
Real Madrid e Al Ain fazem a final do Mundial de Clubes

Real Madrid e Al Ain se enfrentam às 14h30 deste sábado (22), nos Emirados Árabes, pela grande final do Mundial de Clubes da Fifa.

Leia também: Real Madrid não libera Vinicius Junior para disputa do Sul-Americano sub-20

Apesar de favorito, o técnico do Real Madrid , Santiago Solari, pediu seriedade e energia dos jogadores para que o título do Mundial de Clubes não escape das mãos merengues.

“Esta equipe venceu quatro das últimas cinco Ligas dos Campeões e três consecutivas. Nossa maneira de ser como clube é mirar o título seguinte, mas não podemos esquecer do que conseguimos no passado. Amanhã, tentaremos dar um passo a mais nesta história. Se o Real é um clube ganhador e favorito, é porque põe toda a energia nas finais. E temos que estar prontos amanhã a nível mental, físico e tático”, disse nesta sexta-feira (21), em coletiva. 

O treinador falou também sobre as características do Al Ain que o preocupam, principalmente a bola parada, que é o ponto forte da equipe representante do país sede do torneio, e que eliminou o River Plate nas semifinais.

Leia também: Modric é eleito melhor do mundo por jornal inglês; Neymar fica fora de top 10

“Eles utilizam suas armas, evidentemente. Usam muitos bloqueios e faltas e escanteios. Já tiraram vantagem contra o Espérance, da Tunísia, e também tiraram vantagem contra o River. É normal, tentam usar essas armas e enganam um pouco o árbitro para tentar vencer as partidas”, afirmou.

O zagueiro e capitão Sergio Ramos chamou atenção para os jogadores de ataque da equipe árabe e assim como Solari, pediu seriedade e que o favoritismo não suba para a cabeça dos jogadores de sua equipe

“O Al Ain tem jogadores ofensivos determinantes. Tem um time que pode surpreender se confiarmos demais. O equilíbrio nesta competição é muito alto. Vamos fazer uma partida séria e dando a importância que uma final merece”.

Pelo lado merengue, a principal arma ofensiva é o galês Gareth Bale, que anotou um hat-trick na semifinal contra o Kashima Antlers, enquanto o brasileiro Caio é  a esperança de gols pelo lado dos árabes.

Leia também: Destaque no Mundial de Clubes, brasileiro atrai interesse de clubes europeus

Antes do encontro entre Real Madrid e Al Ain, Kashima e River Plate fazem a decisão de 3° e 4° lugar do Mundial de Clubes . A partida começa às 11h30 deste sábado (22).

    Leia tudo sobre: Futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.