Tamanho do texto

Os merengues não tomaram conhecimento da equipe japonesa e garantiram lugar na grande final. Real Madrid e Al Ain se enfrentam no sábado (22)

Bale foi o grande destaque do Real Madrid na vitória sobre o Kashima Antlers
Reprodução / FIFA
Bale foi o grande destaque do Real Madrid na vitória sobre o Kashima Antlers

Com grande atuação do galês, o Real Madrid não teve dificuldades, venceu o Kashima Antlers por 3 a 1 e garantiu a classificação para a final do Mundial de Clubes contra o Al Ain, representante dos Emirados Árabes Unidos no torneio.

Leia também: Jornalista acusa Real Madrid e UEFA de manipulação em sorteio da Champions

Entre os brasileiros do Real Madrid , apenas o lateral-esquerdo Marcelo começou como titular, enquanto Vinicius Junior e Casemiro, que volta de lesão, iniciaram a partida no banco de reservas. Pelo time japonês, o volante Leo Silva e o atacante Serginho começaram entre os 11 titulares.

E foram os japoneses que criaram as primeiras oportunidades do jogo. Com apenas um minuto, Serginho recebeu de Nagaki e finalizou para defesa de Courtois. Aos 19, o brasileiro chegou novamente em boa oportunidade, mas chutou pra fora.

A primeira finalização do Real foi apenas aos 26 minutos com Benzema de fora da área. A partir daí, os merengues tomaram o controle da partida.

Apesar do domínio e das várias chances, o gol do Real Madrid saiu apenas aos 44 minutos da primeira etapa com Bale, que após linda tabela com Marcelo, bateu de chapa cruzado e abriu o placar da semifinal.

O Real continuou melhor na volta para a segunda etapa e logo aos oito minutos ampliou a vantagem. Após lambança da zaga japonesa, Bale disparou em velocidade e apenas empurrou pro gol.

Leia também: Nos pênaltis, Al Ain vence o River Plate e vai à final do Mundial de Clubes

Dois minutos depois veio o hat-trick do atacante galês. Modric furou a bola, que sobrou para Marcelo rolar para o camisa 11 bater forte e colocar o 3 a 0 no placar.

Bale é o terceiro jogador  na história a marcar três gols em uma partida do Mundial de Clubes . O primeiro foi Luis Suárez, em 2015, e o segundo foi Cristiano Ronaldo em 2016.

Após o terceiro gol, Solari substituiu o galês, que foi ovacionado pelo estádio, e a partida viu seu ritmo diminuir.

Aos 32, o Kashima Antlers diminuiu a vantagem dos espanhóis no placar em um chute cruzado de Doi. O árbitro brasileiro Wilton Pereira Sampaio ainda consultou o VAR, mas o gol foi confirmado.

Leia também: Destaque no Mundial de Clubes, brasileiro atrai interesse de clubes europeus

Real Madrid e Al Ain se enfrentam no próximo sábado (22), às 14h30, no Estádio Xeique Zayed, e definem quem será o Campeão Mundial de 2018.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas