Tamanho do texto

Ex-zagueiro Oscar Ruggeri teve que conversar com torcedores considerados violentos depois de quase presenciar uma tragédia em sua família

Zagueiro Oscar Ruggeri trocou o Boca Juniors pelo River Plate em 1985
Reprodução
Zagueiro Oscar Ruggeri trocou o Boca Juniors pelo River Plate em 1985

A rivalidade entre River Plate e Boca Juniors é uma das maiores dentro do futebol mundial e consegue chegar a um nível parecido com o de uma verdadeira guerra civil. E o ex-jogador argentino Oscar Ruggeri pode corroborar isso.

Leia também: Messi e Cristiano Ronaldo irão ao Bernabéu ver final da Libertadores, diz jornal

Atualmente com 56 anos de idade, o defensor jogou por River Plate e Boca Juniors na década de 80. E a troca de um clube para o outro em 1985 quase causou uma tragédia em sua família.

"Joguei no River e no Boca e fui muito feliz nas duas equipes, mas quando saí do Boca para o River, incendiaram a minha casa com os meus pais lá dentro", disse Oscar Ruggeri ao programa "El Transistor", da rádio espanhola "Onda Cero".

O ex-zagueiro revelou que os jogadores sempre tiveram medo dos ultras argentinos - torcedores considerados mais violentos. "Quando incendiaram minha casa, fui ter uma conversa com o líder dos Barra Brava. Enfrentei sim, porque era ele quem controlava tudo, e disse que aquilo era o limite, a última coisa que ia tolerar", lembrou.

Leia também: Torcedor do River Plate é preso por ataque ao ônibus do Boca Juniors

Sobre o jogo do próximo domingo na cidade de Madri, onde os dois rivais vão disputar a grande final da Libertadores de 2018, Ruggeri preferiu não apontar um favorito. "Talvez o River Plate jogue melhor, mas o Boca Juniors é mais eficaz, do nada faz gol", completou.

Oscar Ruggeri atuou por River Plate, Boca Juniors e brilhou na seleção argentina
Arquivo pessoal
Oscar Ruggeri atuou por River Plate, Boca Juniors e brilhou na seleção argentina

Revelado na base do Boca, Oscar Ruggeri foi para o River Plate em 1985 e, de lá, partiu para o Logroñes, da Espanha. O defensor ainda jogou por Real Madrid, Vélez Sarsfield, Ancona-ITA, América-MEX, Real Jaén-ESP, San Lorenzo e Lanús, onde encerrou a carreira em 1997.

Pela seleção argentina foram 97 jogos disputados e sete gols anotados, com participações nas Copas do Mundo de 1986, sendo campeão, 1990 e 1994. Ele também conquistou os títulos da Copa América em 1991 e 1993 e da Copa das Confederações de 1992.

Leia também: Técnico do River Plate desabafa sobre final em Madri: "Roubaram o torcedor"

River Plate e Boca Juniors deveriam ter jogado a grande decisão da Libertadores no mês passado, mas um ataque ao ônibus do clube xeneize antes da partida fez a Conmebol adiar a final e, por questões de segurança, levar o duelo para a Espanha.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.