Tamanho do texto

Clube colombiano pediu para a torcida não levar fogos e bandeirinhas para partida desta quarta-feira pelo risco de punições da Conmebol

Junior Barranquilla pede para torcida não levar bandeiras e fogos de artifício para final da Sul-Americana
Reprodução
Junior Barranquilla pede para torcida não levar bandeiras e fogos de artifício para final da Sul-Americana

Na noite desta quarta-feira (05), Junior Barranquilla e Atlético-PR disputam a primeira partida da final da Copa Sul-Americana . Porém, o jogo na Colômbia não contará com uma festa da torcida da casa.

Em seu Twitter oficial, o Junior Barranquilla publicou um pedido à torcida. Imagens de Recomendações de Segurança mostram o que não será permitido na partida final no Estádio Metropolitano Roberto Meléndez. Entre as proibições estão:

  • Sombrinhas e mochilas;
  • Bebidas alcoólicas;
  • Comidas e bebidas;
  • Câmeras filmadoras;
  • Cintos e fivelas;
  • Pólvora;
  • Todo tipo de armas e
  • Rádios grandes.

A equipe também alerta aos torcedores que não comprem ingressos de cambistas e não se pendurem nas barras presentes no estádio. Além disso, recomenda o uso de transporte público para ir até a partida, chegar cedo e levar o documento de identidade.

Porém, o que mais chama atenção é a proibição de bandeirinhas e adereços de pirotecnia, muito utilizados nos jogos sul-americanos e que dão um ar diferente para a festa.

Leia também:  Zagueiro revela que teve casa incendiada após trocar Boca pelo River Plate

De acordo com a publicação, ignorar essas recomendações podem levar o clube a ser punido com suspensão de partidas.

Todos os itens citados (e alguns outros) estão previstos no Art. 124 do Regulamento da competição, disponível no site da Conmebol . O texto diz “todos tipos de objetos pirotécnicos (sinalizadores, pólvora, bombas de fumaça, fogos de artifícios e etc) encontram-se estritamente proibidos nos estádios”.

As punições para o descumprimento da medida podem ir de multas a fechamentos parciais ou totais dos estádios da equipe responsável. A Conmebol ainda pede que os clubes adotem medidas para prevenir o uso de pirotecnia pelas suas torcidas.

A notícia não foi bem recebida pelos torcedores do Junior Barranquilla . Nas respostas ao post do Twitter, alguns chegaram a xingar a Conmebol e até chegaram a questionar “como vão suspender uma partida por isso? É uma loucura”.

Leia também:  Depois de seis anos, seleção brasileira volta ao Maracanã para amistoso

Com ou sem pirotecnia e bandeirinhas, o Junior Barranquilla disputa a primeira partida da final da Copa Sul-Americana pensando em um título inédito, assim como o Atlético-PR. A partida começa as 22h45 (horário de Brasília).

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.