Tamanho do texto

A falsa morte de Fernando LaFuente causou comoção em liga amadora de Dublin. Equipe teve jogo cancelado e atletas fizeram um minuto de silêncio

O jogador espanhol Fernando LaFuente foi dado como morto, mas estava em casa jogando vídeogame
Reprodução
O jogador espanhol Fernando LaFuente foi dado como morto, mas estava em casa jogando vídeogame

Um time amador de Dublin, na Irlanda, protagonizou uma história bizarra no último final de semana. O Ballybrack Football Club forjou a morte de um de seus ex-jogadores para não disputar uma partida na Leinster Senior Football League.

Leia também:  Saiba como estão os jogadores da Chape que sobreviveram a acidente aéreo

De acordo com os portais internacionais, o clube informou aos organizadores da Liga regional que o jogador espanhol Fernando LaFuente teria sofrido um acidente fatal de carro quando voltava para casa, após um treino, na noite da quinta-feira (22).

Comovidos com o acontecido, a organização da Leinster Senior League cancelou o jogo da equipe contra o Arklow Town e promoveu um minuto de silêncio nas demais partidas, além do uso de braçadeiras pretas para todos os atletas.

Clubes como o Rush Athletic Senior e o Liffey Wanderers FC publicaram em suas redes sociais mensagens de pesar e apoio ao clube e à família de Fernando.

Times da Liga Regional fizeram um minuto de silêncio pela falsa morte do jogador espanhol Fernando LaFuente
Reprodução
Times da Liga Regional fizeram um minuto de silêncio pela falsa morte do jogador espanhol Fernando LaFuente

A farsa foi descoberta logo depois quando funcionários da liga procuraram notícias sobre o funeral do jogador. Eles queriam saber onde iria ser realizado o enterro e se poderiam ajudar nas providências, já que o atleta era estrangeiro.

“Recebemos uma ligação dizendo que o corpo dele havia sido mandado de volta para a Espanha e foi quando o alarme tocou. Eu estava dizendo ‘o que você quer dizer?’. Eles não teriam sido capazes de fazer uma autópsia ou qualquer outra coisa naquele tempo”, disse o presidente da Leinster Senior League, David Moran ao Journal.ie .

O motivo pelo qual a história foi inventada ainda não foi esclarecido. Segundo o Ballyback tudo não passou de um “erro grosseiro de julgamento proveniente da correspondência enviada por um membro da equipe sênior de gerenciamento de instalações”.

Leia também:  "José Mourinho é o Donald Trump do Manchester United", diz jornal inglês

Após o escândalo, o secretário do clube se demitiu na terça-feira e a Liga Regional iniciou uma investigação do caso.

Entrevistado pela rádio irlandesa RTÉ , o jogador Fernando LaFuente disse que saiu do Ballyback na semana passada e se mudou para Galway. Ele sabia que existia um boato de que ele estaria envolvido no acidente.

“Eu estava ontem em casa, depois que meu trabalho terminou, jogando alguns videogames. Recebi uma ligação e fiquei tipo ‘Oh, o que aconteceu?’. Eles me disseram: ‘Você é uma celebridade’ e eu fiquei “Por que isso?”. Eles começaram a me enviar todos esse artigos de notícia. Foi assim que descobri que estava morto”, comentou o atleta.

Fernando não ficou nem um pouco abalado com a situação. “É sério na parte [do clube], mas estou achando um pouco engraçado porque, basicamente, não estou morto e ninguém foi prejudicado”, disse.

Leia também:  Campeão em 66, Bobby Moore é eleito o maior esportista britânico da história

O presidente David Moran comemorou que esteja tudo bem com o jogador . “Estou feliz que o jovem esteja vivo, mas estou absolutamente perplexo com o que está acontecendo”, concluiu.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.