Tamanho do texto

Depois de uma série de adiamentos, a Conmebol definiu que a final da Libertadores será disputada em outro país entre os dias 08 e 09 de dezembro

Boca Juniors e River Plate empataram em 2 a 2 na primeira partida da final
Divulgação
Boca Juniors e River Plate empataram em 2 a 2 na primeira partida da final

Em reunião realizada nesta terça-feira (27), no Paraguai, a Conmebol decidiu que a final da Libertadores 2018, entre River Plate e Boca Juniors, será disputada fora da Argentina entre os dias 08 e 09 de dezembro.

Leia também: Libertadores, a competição que adora passar vergonha. Infelizmente

Estiveram presentes os presidentes de Boca Juniors (Daniel Angelici), River Plate (Rodolfo D'Onofrio), Conmebol (Alejandro Domínguez), AFA (Claudio Tapia) e Federação Paraguaia (Robert Harrison).

A Conmebol deve escolher em breve uma nova sede para a grande final. As cidades mais cotadas são Miami, nos Estados Unidos, Doha, no Catar, e Assunlçao, no Paraguai.

O campeão da Libertadores estreia no Mundial de Clubes da Fifa, nos Emirados Árabes Unidos, no dia 18 de dezembro.

A segunda partida da grande final da Libertadores estava marcada para o último sábado (24), mas teve que ser adiada depois que o ônibus que levava a equipe do Boca Juniors foi atacado por torcedores do River Plate.

Leia também: Mulher que amarrou sinalizadores no filho para final da Libertadores é presa

O ônibus do Boca Juniors foi apedrejado por torcedores do River Plate na chegada ao Monumental de Nuñez
Reprodução
O ônibus do Boca Juniors foi apedrejado por torcedores do River Plate na chegada ao Monumental de Nuñez

Nas imagens é possível observar os torcedores do River arremessando copos, garrafas, paus e pedras contra o ônibus do Boca , que teve vidros quebrados. Para conter a confusão, a polícia usou gás de pimenta, que também atingiu a delegação do Boca. 

Alguns jogadores da equipe Xeneize ficaram feridos, como o capitão Pablo Pérez, que teve o braço cortado e precisou ser levado de ambulância para um hospital e ser atendidopor conta de pedaços de vidros que atingiram seus olhos.

Após o primeiro adiamento, a partida foi remarcada para o dia seguinte, mas após pedido da diretoria do Boca, a final doi adiada novamente.

Outro problema fora de campo complicou a escolha de uma nova data. Isso porque o governo argentino já havia pedido, por razões de segurança, que a final não acontecesse nesta semana, pois Buenos Aires irá receber a reunião do G20, com os chefes de Estado e Governo das 20 principais economias do mundo, nos dias 30 de novembro, sexta, e 1º de dezembro, sábado.

Leia também: Jornais argentinos repercutem confusão antes da final da Libertadores; vídeos

O primeiro jogo da final entre River Plate e Boca Juniors , realizado na Bombonera, ficou empatado em 2 a 2, após também ser adiada em um dia por conta da forte chuva que atingiu Buenos Aires.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.