Tamanho do texto

Treinador do Dorados de Sinaloa foi perguntado sobre o que achava do nível do Campeonato Mexicano e perdeu as palavras. Veja o momento hilário

Em entrevista pós-jogo Maradona não consegue responder o que acha do nível do Campeonato Mexicano
Reprodução
Em entrevista pós-jogo Maradona não consegue responder o que acha do nível do Campeonato Mexicano

Treinador do Dorados de Sinaloa, time mexicano que disputa a segunda divisão do país, o argentino Diego Maradona protagonizou um momento cômico neste fim de semana.

Leia também: Cidade italiana se oferece para sedir a final da Copa Libertadores 2018

Após a derrota do seu time para o Fútbal Club Juárez, por 1 a 0, Maradona foi parado por repórteres do canal ESPN para uma entrevista. Um dos jornalistas fez a seguinte pergunta para o ex-jogador “Vivendo no México, você está podendo ver mais de perto o futebol daqui. O que pensa do nível do Campeonato?”.

Ao direcionar o microfone para que Maradona pudesse responder, nenhuma frase foi ouvida. Apenas grunhidos e um aparente desconforto do argentino em não saber o que responder. Os repórteres pareceram não entender a situação.

A reação confusa de Maradona viralizou nas redes sociais. Assista ao vídeo abaixo:

Diego Maradona tem chamado atenção no México por seu jeito irreverente. No início do mês de outubro, o treinador de 58 anos foi flagrado dançando no vestiário da equipe para comemorar uma vitória.

Desde que assumiu o comando da equipe, em 07 de setembro, o time venceu 10 partidas, perdeu três e empatou duas. Maradona conseguiu classificar o Dorados de Sinaloa para a final do Ascenso MX – Apertura.

O primeiro jogo contra o Atlético San Luis será na próxima quarta-feira (ainda sem horário definido) e a volta no sábado dia 01 de dezembro.

Maradona comentou sobre confusão na final da Libertadores

Torcida do River Plate e a polícia de Buenos Aires entraram em confronto antes da final da Libertadores
Reprodução
Torcida do River Plate e a polícia de Buenos Aires entraram em confronto antes da final da Libertadores

Ídolo e torcedor do Boca Juniors, o argentino comentou sobre a confusão do último sábado que terminou com o adiamento da final da Copa Libertadores e alguns jogadores da equipe xeneize machucados.

“O que aconteceu no meu país é lamentável, está tudo fora de órbita. Na Argentina, hoje, é um terror ir para o campo. Lamentavelmente, tenho que dizer que sou muito argentino, que odeio a violência e que merecemos o que temos”, disparou.

O ex-jogador aproveitou para criticar o governo. “A presidência que o Macri está fazendo é a pior de todos os tempos. Nós, argentinos, merecemos o que temos porque fomos nós que votamos. Ele (Macri) foi filho de milionários por toda a vida, por que vai se importar com uma criança de cinco anos em coma?”, disse.

Leia também:  Torcedora do River que amarrou sinalizadores em criança é presa na Argentina

Entre os anos de 1995 e 2007, o atual presidente argentino Mauricio Macri presidiu o Boca Juniors. Diego Maradona teve sua segunda passagem pelo clube de 1995 a 1997, encerrando sua carreira como jogador na La Bombonera.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.