Tamanho do texto

Atacante mudou sua postura nesta temporada e, em três rodadas do Campeonato Francês, vem sofrendo menos faltas

Neymar em ação contra o Angers: nenhuma falta sofrida
Twitter/Reprodução
Neymar em ação contra o Angers: nenhuma falta sofrida

O atacante Neymar, aos poucos, vem apagando a má impressão deixada na disputa da Copa do Mundo deste ano, na Rússia, onde teve uma atuação abaixo da esperada, com alguns exageros nas quedas e pedidos de falta.

Leia também: Saiba como o técnico do PSG convenceu Neymar a permanecer no clube francês

Após o duelo do PSG diante do Angers, neste sábado, pelo Campeonato Francês, Neymar foi bastante elogiado pela imprensa francesa e acabou sendo ovacionado pelos torcedores parisienses, que reconheceram a boa performance do camisa 10.

O técnico Thomas Tuchel realizou uma mudança tática na equipe e implementou o esquema 3-5-2, deixando o brasileiro mais centralizado, atuando como meio-campista ofensivo na criação de jogadas, e não mais aberto pelo lado esquerdo, como fazia no 4-3-3. 

Além dessa nova função em campo, o comportamento do atacante nas três primeiras rodadas do Campeonato Francês , sem o tão criticado cai-cai e sofrendo menos faltas do que de costume, vem fazendo o atleta subir no conceito de todos na França.

Leia também: Neymar e Mbappé no Real? Possível punição ao PSG pode agitar o mercado

Contra o Angers, ele não sofreu uma falta sequer na partida, o que é raro na sua carreira. O fato de ter sido deslocado para o meio de campo contribui para isso, já que por ali a bola fica menos tempo presa.

Nos dois jogos anteriores, foram três faltas sofridas contra o Guingamp e uma diante do Caen, uma média de 1,3 falta sofrida nas três primeiras rodadas do Francês. Na temporada passada, a média era de 6 faltas sofridas pelo atleta.

O que a imprensa falou de Neymar

Trio Neymar, Cavani e Mbappé, marcou para o PSG
Twitter/Reprodução
Trio Neymar, Cavani e Mbappé, marcou para o PSG

Segundo o jornal "L'Equipe", Neymar foi "generoso" diante do Angers, passando mais a bola para seus companheiros e de forma mais veloz. No jogo, que terminou com vitória do PSG por 3 a 1, o brasileiro fez um gol e deu assistência para o tento de Cavani - o astro Mbappé fez o outro.

Pela atuação, o camisa 10 recebeu nota 7 na avaliação dos jornais "L'Equipe" e "Le Parisien", maior nota do duelo ao lado de Mbappé.

Leia também: Neymar usa redes sociais para se defender de críticas e "torcida contra"

"É importante que Neymar esteja em campo junto com os outros três jogadores-chave: Di María, Mbappé e Cavani. Eu quero encontrar uma posição para todos. Ele está indo bem como número 10 no meio, podemos continuar assim. Era meu desejo jogar assim. Tive essa ideia por algumas semanas e foi a oportunidade de testar", disse o técnico Thomas Tuchel depois do jogo.

    Leia tudo sobre: Futebol