Tamanho do texto

Thomas Tuchel deve mudar o esquema tático do time parisiense, deixando o brasileiro mais centralizado. Atualmente ele joga aberto pela esquerda

Neymar só decidiu ficar no PSG porque jogaria numa posição mais centralizada, e não aberto na ponta
France Football / Reprodução
Neymar só decidiu ficar no PSG porque jogaria numa posição mais centralizada, e não aberto na ponta

Tudo indicava que Neymar deixaria o PSG nesta janela de transferências e seria reforço do Real Madrid para temporada, até por conta da saída de Cristiano Ronaldo do Santiago Bernabéu, mas o jogador brasileiro resolveu permanecer no clube francês.

Leia também: Pais de Neymar ficam com 85% do lucro total que o ele recebe em publicidade

E Neymar só ficou em Paris porque o técnico Thomas Tuchel conseguiu convencê-lo de que seria melhor para ele continuar no time. Mas como?

Segundo o jornal "Le Parisien", o comandante alemão conversou com o camisa 10 e explicou que vai mudar o estilo de jogo e formação tática do PSG. E, consequentemente, mudando a postura e responsabilidades do atleta dentro de campo.

Nos últimos cinco anos, o time jogou no esquema 4-3-3 - nessa formação, Neymar fica aberto pela esquerda, com Mbappé pela direita e Cavani centralizado no comando de ataque. Tuchel, no entanto, pretende mudar a disposição da equipe.

Leia também: "Como pode perder tantas jogadas?", questiona jornal francês sobre Neymar

A publicação avança que o treinador vai implementar o esquema 3-5-2, deixando Cavani e Mbappé mais avançados e Neymar centralizado como meia-atacante, criando as jogadas ofensivas e chegando para finalizar, sem grandes responsabilidades na marcação.

Nova formação do PSG com Neymar centralizado
Reprodução / Le Parisien
Nova formação do PSG com Neymar centralizado

Esse novo estilo de jogo que Thomas Tuchel deve implementar beneficiaria o brasileiro, que teria mais chances de brilhar em uma posição nova, sendo o cérebro da equipe parisiense.

Recém-chegado ao PSG com contrato de dois anos, o treinador sempre elogiou o brasileiro desde a entrevista coletiva de apresentação. “Eu o conheci domingo passado. Foi um encontro muito bom. Neymar  é um artista, um jogador excepcional, um dos melhores do mundo", comentou.

Leia também: Neymar usa redes sociais para se defender de críticas e "torcida contra"

"Se encontrarmos uma forma de construir uma estrutura que o permita expressar seu talento, teremos uma boa chance de vencer. Eu conheci um jogador muito feliz. Nós conversamos muito sobre táticas e puder ver um sorriso em seu rosto", disse Tuchel sobre Neymar .

    Leia tudo sobre: Futebol