Tamanho do texto

Treinador português ex-Porto, Chelsea e Shanghai SIPG é o nome cotado para substituir o francês Zinedine Zidane no comando do clube merengue

André Villas-Boas pode ser o próximo técnico do Real Madrid na temporada europeia de 2018/19
Reprodução
André Villas-Boas pode ser o próximo técnico do Real Madrid na temporada europeia de 2018/19

Após três anos no comando do Real Madrid e três títulos da Liga dos Campeões, Zinedine Zidane anunciou sua saída do clube merengue. Este, por sua vez, já procura um novo treinador para a próxima temporada do futebol europeu. De acordo com informações da rádio RMC , um novo nome já é cotado para substituir o ex-jogador francês.

Leia também: Lionel Messi não descarta aposentadoria da seleção após Copa do Mundo

Segundo a emissora, um dos potenciais sucessores de Zidane é André Villas-Boas. Aos 40 anos de idade, o português está livre para assinar com o Real Madrid , já que em dezembro de 2017, encerrou seu contrato com o Shanghai SIPG, da China.

Leia também: Real Madrid só vai liberar Cristiano Ronaldo por R$ 4,5 bilhões

No currículo, o treinador já esteve à frente de clubes como Porto, Chelsea, Tottenham e Zenit. Atualmente, enquanto deixava os gramados de lado, Villas-Boas se dedicava ao Rali Dakar. No entanto, em janeiro deste ano, o carro no qual o ex-técnico do Shanghai SIPG e seu companheiro de equipe estavam, bateu com o solo.

Em seu Instagram, o agora piloto tranquilizou os fãs e amigos. "Só para avisar a todos que ambos eu e Ruben estamos seguros e de volta ao bivaque. Nós pulamos uma duna e batemos a frente do carro primeiro. Infelizmentemente, o Dakar terminou para nós. Mais sorte da próxima vez! Obrigado a todos por suas amáveis mensagens de apoio", escreveu André Villas-Boas .

Leia também: Real Madrid está indignado com Cristiano Ronaldo e acelera acerto com Neymar

Saída de Zidane

Zinedine Zidane comandou o Real Madrid por três temporadas
Divulgação/HELIOS DE LA RUBIA
Zinedine Zidane comandou o Real Madrid por três temporadas

Zinedine Zidane anunciou sua saída do Real Madrid em uma entrevista coletiva concedida no próprio clube ao lado do presidente, Florentino Pérez. "Eu tomei a decisão de não continuar como técnico do Real Madrid", disse aos jornalistas. "É um momento estranho, mas esse time precisa de uma mudança para continuar vencendo, precisa de outro discurso, outra metodologia de trabalho. E é por isso que tomei essa decisão", comentou o francês.

"Depois de três anos, é uma decisão minha, e posso errar, mas acho que é o momento. Não vejo de forma clara que vamos seguir ganhando. Não vejo as coisas claras como eu quero. Chega um momento que se diz que é melhor mudar para não seguir e fazer besteiras", completou o francês, que levou o Real Madrid ao triunfo de três Liga dos Campeões consecutivas. 

    Leia tudo sobre: futebol