Tamanho do texto

Os jogadores do Barcelona se voltaram contra o técnico Ernesto Valverde após a surpreendente eliminação na Liga dos Campeões

Os jogadores do Barcelona  criticaram as decisões do técnico Ernesto Valverde após a surpreendente derrota na Liga dos Campeões  para a Roma , que eliminou o clube espanhol da competição.

Leia também: Treinador do Liverpool: "Vamos treinar nus. Eles só estão olhando para o Salah"

De Rossi Roma x Barcelona
Reprodução/Twitter/ChampionsLeague
De Rossi Roma x Barcelona

Após vencer a partida de ida por 4 a 1, no Camp Nou, o Barcelona foi derrotado por 3 a 0 na Itália e teve que dar adeus ao seu maior desejo na temporada.

Segundo uma publicação do jornal Daily Mail , os jogadores culparam Eernesto Valverde pela humilhação, dizendo que ele deveria ter escalado um time com maior poder físico para enfrentar um time com um atacante fixo e que usa muito da força para criar as jogadas.

Mesmo alertando o técnico antes da partida, Valverde optou por fazer poucas mudanças táticas, e a defesa do Barça sofreu para marcar Edin Dzeko. O atacante bósnio marcou o primeiro gol da Roma e ainda sofreu o pênalti que gerou outro tento.

Segundo o jornal espanhol Sport , um dos atletas da equipe teria virado para o técnico e dito: "Chefe, esse era um jogo para jogadores físicos". Após ouvir as críticas, Valverde ficou calado e não deu uma resposta imediatamente.

Leia também: A jogada bizarra que deixou três jogadores do mesmo time machucados; assista

O jogo

Manolas Roma x Barcelona
Reprodução/Twitter/ChampionsLeague
Manolas Roma x Barcelona

A Roma também tinha uma missão quase impossível depois de perder a primeira partida por 4 a 1, mas o time italiano abriu o placar logo no início e deu um novo panorama para o confronto.

Aos 6 minutos, De Rossi faz lindo lançamento e encontra Dzeko dentro da área. O bósnio ganhou de Umtiti e apenas desvia a bola para tirar Ter Stegen da jogada a abrir o placar no Estádio Olímpico.

No segundo tempo, a Roma foi ainda mais para cima em busca dois dois gols que colocariam o time na semifinal da cempetição.

Aos 12 minutos, Dzeko recebeu outro lançamento, mas dessa vez dominou e foi derrumado por Piqué antes que conseguisse concluir em gol. O juiz inicialmente deixa o jogo prosseguir, mas o bandeirinha avisa, o árbitro volta atrás e assinala pênalti. Na cobrança, o capitão De Rossi chuta com força no canto e deixa a Roma a um gol de conseguir o milagre.

E não é que a virada imporovável saiu? Depois de escanteio cobrado por Ünder, Manolas se antecipou na primeira trave e cabeceou cruzado, tirando o goleiro Ter Stegen da jogada. Na comemoração, todos os jogadores se abraçaram e pediram calma para defender a pressão que o Barcelona iria criar.

Curiosamente, os dois jogadores da Roma que marcaram gols contra na partida de ida,  De Rossi e Manolas, marcaram a favor do clube nesta partida. 

Depois de sofrer o terceiro gol, o Barça foi em busca do gol que levaria o time para as quartas de final. Messi, Suárez e Dembélé tiverem oportunidades de tentar a classificação, mas pararam na zaga da Roma ou chutaram para fora as chances de criaram. Com isso, o que parecia impossível aconteceu. O time italiano reverteu uma derrota de 4 a 1 na partida de ida e eliminou um dos melhores times do mundo.

Leia também: Neymar elege seus destaques para Copa e "esquece" Messi e Cristiano Ronaldo

O restante da temporada do Barça

O Barcelona ainda está invicto na La Liga nesta temporada e estão há 40 partidas sem saber o que é perder no campeonato. Assim, podem se tornar o primeiro time sem derrotas na história da liga espanhola. Além disso, o time catalão ainda pode conquistar a dobradinha doméstica, já que enfrentam o Sevilla na final da Copa del Rey, neste dinal de semana.

    Leia tudo sobre: Futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.