Tamanho do texto

Craque português elogiou qualidade técnica dos jogadores brasileiros e afirmou que o potencial do futebol do país "é muito bom"

CR7 foi eleito o melhor jogador da final do Mundial de Clubes de 2017, na partida contra o Grêmio
Reprodução/Twitter/@realmadrid
CR7 foi eleito o melhor jogador da final do Mundial de Clubes de 2017, na partida contra o Grêmio

Cristiano Ronaldo deu uma entrevista ao canal do Youtube Desimpedidos e falou um pouco sobre tudo. Dentre alguns dos assuntos, o português comentou sobre o futebol do Brasil e relembrou ainda a final do Mundial de 2017 contra o Grêmio. Além disso, CR7 revelou saber do apelido que recebeu nas redes sociais: "Robozão".

Leia também: Cristiano Ronaldo se irrita com câmera que o filmava após substituição; assista

Questionado pelo apresentador Fred se sabia do apelido, o cinco vezes eleito melhor jogador do mundo pela Fifa confirmou e ainda acrescentou: "E o meu filho é o robozinho", disse. "Não tem problema não, robozão tem mobilidade", riu e completou CR7 .

Cristiano Ronaldo ainda falou sobre o futebol brasileiro e comparou com o estilo de jogo e técnicas da Europa, lembrando da final contra o time gaúcho. "Mas as equipes todas... Flamengo, Grêmio... São todas equipes muito conhecidas. Como disse, acompanho muito o futebol brasileiro e sei... Muitos vêm para Portugal . Sei que o potencial do futebol brasileiro é muito bom”, disse.

"Uma final é sempre 50 a 50... Eu senti a diferença porque na Europa é o melhor futebol do mundo. Não vamos ser hipócritas e mentir que o melhor futebol está na China, no México e no Brasil... Não está. Na Europa, estão os melhores do mundo. E a competitividade na Europa é muito boa porque você joga contra grandes equipes, os melhores do mundo. No Brasil eu acompanho... A qualidade técnica é top, tecnicamente os brasileiros são muito bons. Mas não estão acostumados a jogar contra o um Barcelona, um Real Madrid... Sabíamos que se jogássemos ao nosso nível contra o Grêmio, ganharíamos”, admitiu.

Leia também: Cristiano Ronaldo ironiza pedido de prisão do fisco e afirma que já está preso

Bola de Ouro

“Eu nunca sonhei ganhar cinco Bolas de Ouro. Mas se tivesse que terminar a carreira agora, estaria super feliz. Se ganhar mais uma Bola de Ouro , duas, três... Encantado da vida... Mas também se não ganhar, já ganhei cinco. Mas ainda tenho confiança, força para disputar o prêmio. Depende dos títulos que conquistarmos esse ano", confessou o jogador do Real Madrid.

Leia também: Para segurar CR7, Real oferece aumento de R$ 36 milhões ao ano, diz jornal

Copa do Mundo de 2018

Apesar de ter levado a seleção portuguesa ao título da Euro 2016, CR7 se diz realista quanto ao Mundial na Rússia. "Não somos favoritos. Temos que ser honestos. Tem equipes com mais nome. Brasil, Espanha, Alemanha, Argentina... Mas no futebol tudo é possível. Vamos tentar passar na fase de grupos. Temos que ir passo a passo. Vamos tentar a classificação e depois vamos vendo. O objetivo principal é a primeira fase", finalizou.