Tamanho do texto

No total, CR7 é acusado da prática de quatro crimes de fraude fiscal e que teriam deixado em falta 14,7 milhões de euros de impostos na Espanha

Cristiano Ronaldo, astro do Real Madrid
MUNDO DEPORTIVO/REPRODUÇÃO
Cristiano Ronaldo, astro do Real Madrid

O atacante Cristiano Ronaldo, do Real Madrid , não ficou em silêncio com as acusações reveladas nesta semana pelos seus supostos crimes de evasão fiscal na Espanha. Em sua conta oficial no Instagram, o astro português postou uma foto ao lado dos seus três filhos menores e deixou subentendido uma crítica ao caso.

Leia também: CR7 deveria estar preso por crime fiscal, entende o fisco espanhol

"Estou PRESO a estes bebês lindos, ahahaha", escreveu Cristiano Ronaldo na legenda da foto publicada. Vale destacar que a palavra "preso" foi escrita em caixa alta, dando ênfase à situação e, de certa forma, ironizando o pedido do fisco espanhol, que sugeriu que o jogador fosse para cadeia.

Estou PRESO a estes bebés lindos ahahahah ❤️❤️❤️

Uma publicação compartilhada por Cristiano Ronaldo (@cristiano) em

No entendimento de Caridad Gómez Mourelo, mulher responsável pela unidade central de coordenação do Tesouro espanhol especialista em crime fiscal, em declarações dadas ao Tribunal de Primeira Instância de Pozuelo de Alarcón, CR7 deveria estar preso por conta da alegada fraude fiscal de 14,7 milhões de euros (R$ 58 milhões).

Para Caridad, existem contribuintes presos na Espanha por crimes similares ao de Cristiano Ronaldo e com valores muito mais baixos. "Sinceramente, temos pessoas na prisão por terem deixado de pagar bem menos, como 125 mil euros", disse a moça perante o especialista do tribunal na sessão no último dia 7 de dezembro, segundo informações do jornal "El Mundo".

Leia também: Após Messi e Neymar, CR7 é usado em ameaça de grupo pró-EI à Copa

Ela também disse que "a falta de declaração" ao fisco do jogador português, com taxas e juros de mora, representa uma "quantia importantíssima" e que CR7 cometeu evasão fiscal de forma voluntária. O atleta, segundo Caridad, recorreu a "laranjas e paraísos fiscais" para tributar os seus direitos de imagem.

As acusações

O astro português do Real Madrid, eleito recentemente o melhor jogador do mundo, é acusado também de promover a opacidade - que é a ausência de transparência - por recorrer a uma empresa nas Ilhas Virgem britânicas designada de Tolin. O fisco espanhol admite que Cristiano Ronaldo é um "contribuinte importante em termos de quantidade e pelo seu impacto midiático". 

Leia também: Suposta amante de CR7 se diz "abandonada" após noite de muito sexo

No total, CR7 é acusado da prática de quatro crimes de fraude fiscal e que teriam deixado em falta 14,7 milhões de euros de impostos na Espanha entre 2011 e 2014. O jogador já negou as acusações várias vezes e se recusa a chegar a acordo com a Justiça espanhola. Em meados de outubro, a defesa do jogador considerou a acusação como "inconsistente" e "sem fundamental algum".

Na base da acusação estão os direitos de imagem que Cristiano Ronaldo recebeu do Real Madrid desde 2009 e que desde 1º de janeiro de 2010 é considerado residente fiscal em Espanha.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.