Tamanho do texto

Gol de Cristaldo assusta, mas golaço de Vágner Love garante empate no tempo normal; nos pênaltis, atuação inspirada de Cássio define classificação

Novo empate por 1 a 1 forçou disputa de pênaltis e fez brilhar a estrela do goleiro Cássio
Reprodução/Racing/Site Oficial
Novo empate por 1 a 1 forçou disputa de pênaltis e fez brilhar a estrela do goleiro Cássio

Foi no sufoco, foi na raça, foi Corinthians. Na noite desta quarta-feira, o Timão precisou das penalidades para conseguir eliminar o Racing-ARG e garantir vaga na segunda fase da Copa Sul-Americana . E como de costume, o goleio Cássio acabou sendo um dos destaques.

Jogando no El Cilindro, o Corinthians saiu atrás no placar ainda no primeiro tempo, gol do ex-Palmeiras "Churry" Cristaldo. Porém, contou com belo gol de Vágner Love para repetir o 1 a 1 do jogo de ida e forçar os pênaltis.

Leia também: Após polêmica, Rosenberg pede demissão do marketing do Corinthians

Nas cobranças da marca fatal, brilhou a estrela do camisa 1 alvinegro. Das sete cobranças, Cássio defendeu duas, viu o próprio Cristaldo mandar a bola para fora,  e confirmou a classificação do Timão.

O jogo

Priorizando a disputa do Campeonato Argentino, onde é líder isolado, o Racing-ARG entrou em campo no estádio El Cilindro com um time alternativo e recheado de reservas para enfrentar o Corinthians .

Com o placar inicial a seu favor, os argentinos pouco fizeram para assustar o Timão, preferindo manter a posse de bola e jogando fechado na defesa. Do outro lado, o Corinthians tinha dificuldade de criar boas jogadas e passar pela marcação dos rivais. Com isso, o jogo foi correndo sem grandes chances de perigo.

Até que aos 41 minutos, um velho conhecido dos brasileiros deu as caras. Jonathan “Churry” Cristaldo, ex-jogador do Palmeiras, ganhou de Fágner pelo alto e cabeceou para o gol de Cássio, abrindo o placar para o Racing.

Leia também: Portuguesa tem troféus penhorados na Justiça por conta de dívida

O gol balançou o Corinthians , que conseguiu criar sua grande chance no último lance da etapa inicial. Em cobrança de falta, o meia Sornoza obrigou o goleiro Arias a praticar bela defesa para garantir a vantagem argentina.

Para o segundo tempo, o técnico Fábio Carille promoveu a entrada do atacante Vágner Love no lugar de Clayson. E a troca não demorou muito para se provar certa: aos 5 minutos, o artilheiro do amor aproveitou corte errado da zaga do Racing e emendou um lindo voleio de dentro da pequena área para deixar tudo igual no placar, resultado que forçava os pênaltis.

Na sequência, aos 13 minutos, o mesmo Love quase virou a partida a favor dos brasileiros. Depois de rápido contra-ataque puxado por Pedrinho, o atacante recebeu cruzamento de Gustagol na área e bateu de primeira, exigindo belíssima defesa de Arias.

Leia também: Técnicos brasileiros acham que futebol é receita de bolo

A partir daí, foi vez do Racing tomar as rédeas da partida. O técnico Eduardo Coudet promoveu duas mudanças no time, colocando o meia Guillermo Fernández e o atacante Cvitanich, e começou a empurrar o Timão para dentro da própria área.

Porém, nem mesmo com o sangue novo os donos da casa conseguiram criar chances claras de gol e ainda sofreram com alguns contra-ataques criados pelo Corinthians . No final, o empate no tempo normal foi justo e levou a decisão para os pênaltis.

Nas penalidades, brilhou a estrela de Cássio. O goleiro defendeu as cobranças de Nery Domínguez e Solari, além de ver Cristaldo mandar para fora, para fechar o duelo em 5 a 4 e garantir a classificação.

Agora, o Corinthians espera a definição do sorteio para saber quem será seu próximo adversário na Copa Sul-Americana. Já o Racing poderá focar 100% no Campeonato Argentino, taça que não conquista desde 2014.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas