Ronaldinho
Reprodução
Ronaldinho


Nesta sexta-feira, 23 de abril, o Atlético-MG apresentou su saúde financeira no evento “Galo Business Day” , detalhando a dívida de R$ 1,2 bilhão. E, entre os credores do alvinegro está o ídolo Ronaldinho Gaúcho.

R10 entrou em acordo com o time mineiro e receberá R$ 6,3 milhões a título de direito de imagem, parcelados até outubro de 2023. A situação foi resolvido após as duas partes se entenderem na Justiça, onde corria um processo aberto pelo ex-jogador contra o clube.



A disputa se iniciou em 2014, último ano de Ronaldinho no Galo , quando ele ainda recebia direitos de imagem por meio da empresa "Planet Invest" de propriedade de Roberto Assis, irmão do ex-jogador.

Ao rescindir com o Atlético , em julho de 2014, o Galo acordou com R10 que pagaria R$ 7.777.735,90 à Planet Invest pelos direitos de imagem. Foram acordadas 22 parcelas R$ 353,5 mil, começando em outubro de 2014.

Só que, o clube não estava honrando seus pagamentos e Ronaldinho acionou a Justiça do Trabalho em 2016 e a Planet Invest cobrou R$ 10.837.601,12, já com juros e correções monetárias. Em outro acordo, o Galo se comprometeu, em 2017, a quitar a dívida em outro acordo, com 48 parcelas de R$ 274,5 mil, totalizando R$ 13,2 milhões.

O valor não foi pago totalmente, restando um saldo de R$ 5,6 milhões. E, o staff de R10 entrou com ação de execução contra o Atlético.

Para dar fim ao problema, clube e os representantes do jogador acertaram, no dia 7 de abril de 2021, um novo acordo, para pagar R$ 6,7 milhões, que serão parcelados até outubro de 2023.

O vice-presidente do Atlético-M G, José Murilo Procópio, afirmou que o clube está pronto para negociar com todos os credores, dentro do plano financeiro apresentado no Galo Business Day, que prevê reduzir a dívida de R$1,2 bilhão, para pouco mais de R$ 341 milhões em cinco anos.

- Não vamos ficar de esconde-esconde. Queremos um desconto e prazo para pagar.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários