Galvão acredita que houve uma
Reprodução/SporTV
Galvão acredita que houve uma "inversão" de papeis no Flamengo

O narrador da Globo Galvão Bueno criticou a "inversão" que, para ele, foi feita após o  trabalho de Jorge Jesus chegar ao fim no Flamengo. Galvão avalia que o clube da Gávea foi muito mais importante para a história do treinador português do que o inverso. Embora reconheça a capacidade de Jesus, ele entende que o time campeão na temporada de 2019 - onde juntos venceram Libertadores e Brasileirão - tenha elevado o Mister.

- Para o Benfica, estar atrás do Sporting é com estar na segunda divisão. O Mister é um ótimo técnico, muitíssimo bom... Fez um trabalho no Flamengo muito bem feito. Mas, gente, inverteram um pouco a grandeza das coisas. O Jesus deve mais ao Flamengo do que o Flamengo ao Jesus, pela grandeza do Flamengo.


Você viu?



Galvão recordou que o time da Gávea chegou à final do Mundial contra o Liverpool e conseguiu segurar o melhor elenco daquele ano até a prorrogação. Antes disso, o locutor da Globo já havia enaltecido o time do Fla, que está brigando pelo título do Brasileiro. Para ele, Jesus, agora no Benfica, teve seu maior trabalho no Brasil.

- A obra prima do Mister foi esse tempo que ele teve no Rubro-Negro, com o Brasileiro a Libertadores e a forma muito interessante que jogou o Mundial. O Jesus tinha uma história só em Portugal de alguns sucessos e alguns fracassos. O grande momento da vida de Jesus foi dirigindo o Flamengo em 2019. Não há dúvidas. Andaram invertendo um pouco - disse ele, nesta quinta-feira, no "Seleção SporTV".

No Maracanã, o líder Internacional enfrenta o time carioca neste domingo, às 16h, pela 37ª rodada. Se vencer, o vice-colocado Flamengo assume a liderança e dependerá uma vitória contra o São Paulo na última rodada. Se perder, o título se encaminha ao Rio Grande do Sul.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários