Tamanho do texto

Mano Menezes é o favorito para assumir o cargo de comandante do clube após a demissão de Felipão

Mano Menezes está livre no mercado e é o favorito para assumir o Palmeiras arrow-options
Mineirão/Divulgação/Twitter
Mano Menezes está livre no mercado e é o favorito para assumir o Palmeiras

O Palmeiras demitiu o técnico Luiz Felipe Scolari  na noite desta segunda-feira após a eliminação na Libertadores diante do Grêmio, jogando em casa, e a derrota diante do Flamengo, pelo Brasileirão, no Maracanã.

Leia também: Palmeiras bate recorde negativo do CSA em derrota para o Flamengo

Sem Felipão, a diretoria do Palmeiras já se movimenta na busca por um novo comandante e o nome de Mano Menezes é o mais cotado. Ele deve ser confirmado nas próximas horas.

A torcida Mancha Verde , principal organizada do clube, usou a sua conta oficial no Twitter para demonstrar descontentamento com a possível escolha do treinador, que deixou o Cruzeiro recentement.

Leia também: Mãe palmeirense que narra jogos a filho deficiente visual disputa prêmio da Fifa

Usando a hashtag "Mano não", a Mancha coroborou o pedido de outros torcedores palmeirenses, que também se posicionaram contra Mano Menezes nas redes sociais. O passado ligado ao arquirrival Corinthians e o estilo de jogo considerado defensivo não agradam.

Em uma postagem posterior, a Mancha Verde atacou o diretor de futebol Alexandre Mattos, pedindo sua saída. 

No mês passado, Alexandre Mattos recebeu na Academia de Futebol cinco membros da cúpula da Mancha Verde. Depois do encontro, a organizada reforçoiu o pedido pela saída do dirigente. 

"Falamos com o Mattos, mas não mudou nada. Pedimos a demissão dele. Ele nos confessou que errou. Se ele errou, alguma coisa precisa mudar. Por enquanto (o pedido) é (pela saída do) Mattos", afirmou André Guerra, presidente da torcida e presente no encontro.

Leia também: Ídolo do Palmeiras, Marcos critica jogadores: "Sem coragem"

A torcida havia feito uma carta de cobrança em que, inclusive, acusava o diretor de "roubar" o clube. Questionado sobre a denúncia, André Guerra não mudou o tom.

"Você paga R$ 25 milhões em Carlos Eduardo para ficar no banco. Algo errado tem, não tem? R$ 15 milhões no Matheus Fernandes, paga pelo Arthur Cabral que estava aqui na base e saiu. Alguma coisa está errada, quem te de explicar é ele, não eu", finalizou o torcedor do Palmeiras .