Tamanho do texto

No depoimento, o jogador do PSG declarou que não foi o responsável pela publicação do vídeo em seu Instagram

IstoÉ

Neymar prestou depoimento sobre crime sexual e virtual
Aloisio Mauricio/Fotoarena/Agência O Globo
Neymar prestou depoimento sobre crime sexual e virtual

Neymar é investigado na DRCI (Delegacia de Repressão de Crimes e Informática), no Rio de Janeiro, pelo vazamento de fotos íntimas de Najila Trindade e pode ser indiciado por crime virtual .

De acordo com o UOLNeymar  deve ser inocentado após o depoimento dado na delegacia.

No depoimento, o jogador declarou que não foi o responsável pela publicação do vídeo em seu Instagram. O jogador afirma que enviou o vídeo gravado e as conversas do aplicativo para o seu pai para que fossem enviados ao staff de comunicação, responsável pelo post. O assessor Alex Bernardo assumiu a autoria da publicação na rede social.

Leia também: 

O atacante do PSG e da seleção brasileira ainda afirmou que não teve a intenção de lesionar a vítima, Najila Trindade, e que só tentou "se defender de uma falsa acusação de um crime extremamente grave". Alex Bernardo assumiu a publicação, mas disse que não fez a edição do vídeo e que recebeu o arquivo de um técnico em informática contratado.

Segundo especialistas, os depoimentos podem inocentar Neymar por ter desfocado as imagens de nudez e não demonstraria vontade de cometer o crime, além de não ser o mandante.

    Leia tudo sobre: futebol