Tamanho do texto

Atacante Neymar recebeu o apoio dos fãs que estiveram na porta da delegacia, localizada na zona sul de São Paulo

Neymar prestou depoimento em São Paulo
Aloisio Mauricio/Fotoarena/Agência O Globo
Neymar prestou depoimento em São Paulo

O atacante Neymar prestou depoimento nesta quinta-feira na 6ª Delegacia da Mulher, na zona sul de São Paulo, sobre a acusação de estupro contra a modelo Najila Trindade , em episódio que teria acontecido no dia 16 de maio, em Paris, na França.

Leia também:

Neymar chegou ao local em um carro da própria polícia, acompanhado de seus advogados, por volta das 15h15 . Ele deu depoimento até 18h40 e deixou a delegacia às 20h20, indo direto para o aeroporto de Congonhas, onde pegou um jatinho de volta ao Rio de Janeiro para continuar o tratamento da lesão no tornozelo.

Antes, na saída, ele deu a uma rápida declaração e agradeceu ao carinho recebido: "Estou muito tranquilo. A verdade aparece cedo ou tarde. Único desejo que tenho é que esse caso acabe o mais rápido possível".

A promotora Flavia Merlini, que cuida do caso, também falou: "Ele negou o crime, deu os esclarecimentos necessários e que vão ser analisados. Ele respondeu todas as perguntas feitas", disse, admitindo que Neymar e Najila não devem ficar cara a cara durante o inquérito, numa acareação.

Um forte esquema de segurança foi montado nas ruas próximas da delegacia, em Santo Amaro, para evitar qualquer tipo de confusão. Muitas pessoas estiveram na porta do local e ovacionaram o jogador, com gritos e faixas de apoio.

Fãs apoiaram Neymar na porta da delegacia em SP
Marcelo D. Sants / FramePhoto / Agência O Globo
Fãs apoiaram Neymar na porta da delegacia em SP

Na semana passada, o atacante do PSG já havia comparecido à Polícia de Crimes Virtuais, no Rio de Janeiro, para explicar o vazamento de fotos íntimas de Najila nas redes sociais. Naquela ocasião, ele declarou estar se "sentindo muito amado" pelas pessoas.

Leia também: O protagonismo do atacante Neymar e a desvalorização da sua imagem

A modelo Najila Trindade acusa  Neymar  de agressão e estupro em Paris, no mês passado. Desde quando o processo começou, três advogados que defendiam a moça já deixaram o caso, sendo que ela precisou  encontrar um quarto nome para ajudá-la na defesa.

    Leia tudo sobre: Futebol